464

Reggie Fils-Aimé continua sendo questionado sobre Mother 3

Mesmo fora da indústria de games, o ex-presidente da Nintendo continua ouvindo o mesmo pedido dos últimos 13 anos...

0
61
────────── Publicidade ──────────

Reggie Fils-Aimé deixou a presidência da Nintendo da América em abril, dando lugar a Doug Bowser [biografia]. Em seus quase 13 anos no cargo, uma das perguntas que mais ouviu foi sobre a terceira parte da série Mother (Earthbound), jamais lançada oficialmente fora do Japão. E mesmo fora da indústria de games, como funcionário da Universidade Cornell, seu "tormento" continua.

Durante palestra na semana passada, o ex-executivo de marketing falava de suas passagens por VH1, Pizza Hut e Nintendo. Num dos segmentos de perguntas e respostas, contudo, um dos presentes não teve dúvida em trazer o assunto à tona.

"Me desculpe por fazer essa pergunta que sei que deve aparecer em seus pesadelos", começou o rapaz em tom que parece ser de piada, "mas acha que o Ocidente um dia receberá Mother 3?".

A plateia se dividiu entre risos e palmas e Reggie segue no mesmo tom, após uma expressão desanimada. "Na verdade, pensei que conseguiria passar por uma palestra sem ser perguntado sobre Mother 3", e após risos da multidão, conclui: "Felizmente pra mim, essa é uma decisão da qual não faço mais parte".

Mother 3 é a última parte do clássico cult EarthBound, criado por Shigesato Itoi. Lançado no Japão em 2006 para o Game Boy Advance (e relançado em 2016 no console virtual do Wii U), o RPG nunca saiu fora do país, apesar da aceitação das partes anteriores no NES e SNES.

Doria, um dos Magypsy de Mother 3.

Reggie foi sistematicamente questionado por quase toda sua permanência na presidência e mesmo antes, como vice-presidente de marketing. Em 2007, ele já afirmava ser "bombardeado" por perguntas sobre a localização do jogo — que teve tradução não-oficial de fãs para o inglês, rapidamente alcançando mais de 100 mil downloads.

Apesar de não ter impedido o prosseguimento da tradução com o famoso cease-and-desist, a Nintendo não parece levar o tema numa boa. Em 2015, tachou um link para o patch postado no Miiverse como "atividade criminosa".

Nunca ficou claro porque a Nintendo se recusa a lançar Mother 3 fora do Japão, apesar dos insistentes pedidos. Especula-se que elementos centrais do jogo causariam preocupação. Um deles seria a tribo Magypsy, formada por homens corpulentos e alguns barbudos que se vestem e identificam como mulheres. Haveria temor desse tipo de humor, aceito com naturalidade no Japão, causar reações negativas em outros mercados e culturas.

VIANintendo Life
Artigo anteriorEncontrado protótipo de Tarzan para SNES e ROM está disponível
Próximo artigoPlayStation 4 se torna o segundo console mais vendido da história

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui