Filhos de Miyamoto jogavam games da Sega e isso o inspirou “a trabalhar mais duro”

Ao contrário do que ingênuos podem achar, a casa de Miyamoto não era território só da Nintendo...

0
39

No meio da guerra Sega x Nintendo nos anos 90, Shigeru Miyamoto era inegavelmente um dos generais. Grande mente por trás de cada produto da Nintendo, o designer de Mario e outros universos é sinônimo da empresa. Para nossa geração e muitas que virão, Miyamoto é Nintendo e Nintendo é Miyamoto. São figuras tão indissociáveis quanto – perdão pela comparação futebolística – Totti e Roma ou Rogério Ceni e São Paulo.

Não pense, contudo, que o termo guerra implica ódio ou aversão. A casa de Miyamoto, por exemplo, era um território livre, uma zona neutra. Jogos da então arquirrival Sega circulavam sem problemas.

Foi o que revelou o designer em entrevista recente ao The New Yorker.

shigeru miyamoto banner
Rivalidade sim, ódio não: casa de Miyamoto era "zona neutra".

Perguntado sobre como lidava com a questão de tempo de videogame dos filhos pequenos, Miyamoto contou:

Quanto a meus filhos, fui feliz porque sempre tiveram uma boa relação com os videogames. Nunca precisei restringi-los ou tirar os jogos deles. É importante notar que em nossa casa, todos os videogames me pertenciam e as crianças entendiam que estavam usando aquilo emprestado. Se não seguissem as regras, havia uma compreensão de que a máquina seria tirada deles [risos]. Quando o tempo estava limpo lá fora, eu os encorajava a sair para brincar. Eles jogavam muitos games da Sega também, por sinal.

Segundo Miyamoto, os jogos que seus filhos mais gostavam eram "de corrida" como Out Run, mas também jogavam bastante Space Harrier. Como ambos foram lançados para Master System e Mega Drive, não fica claro em qual plataforma jogavam.

Questionado se não ficava com ciúme de vê-los se divertindo com jogos da empresa rival, Miyamoto riu e negou. "Não tinha muito ciúme porque isso me inspirava a trabalhar mais duro, assim eles preferiam os jogos que eu fazia."

Dos filhos para os netos

Miyamoto tem dois filhos, nascidos entre 1993 e 1995; em outra ocasião, contou que jogava Zelda: Ocarina of Time com a filha caçula. Mas agora, aos 68 anos, já joga com o neto de cinco anos.

"Outro dia, tive a chance de jogar com meu neto. Ele estava jogando um game da Nintendo chamado Captain Toad e seus olhos brilhavam", contou Miyamoto. "Ele estava gostando da experiência. Vi como um pai pode ter preocupação com o quanto imersos seus filhos podem ficar com um jogo."

Na entrevista completa (em inglês), Miyamoto fala também sobre jogos de tiro, sua filosofia de trabalho, seu perfil como chefe e muito mais.

Deixe um comentário

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui