Antstream: o “Netflix” de games para os Millennials

Serviço promete disponibilizar jogos antigos via streaming por assinatura.

0
115

O streaming de jogos parece ser a direção que a indústria de videogames aponta como possível total dominante no futuro. O Xbox Game Pass foi bem recebido com o conceito de poder escolher e baixar o que quiser do catálogo disponível. Já a Sony com o Playstation Now tenta o mesmo, mas sendo totalmente via streaming, emperra em problemas como estabilidade e precisão quando games são mais exigentes em jogabilidade ou gráficos.

O que será das próximas gerações ainda é muito nebuloso. Mas o começo do sucesso dessa promissora tecnologia pode estar justamente com o inverso do sonhado nas gerações antigas.

Essa é a proposta do Antstream.

antstream
"Qualquer game, qualquer hora". Serviço de streaming já tem mais de mil games no catálogo.

Retrogames em streaming

Ainda sem data de lançamento confirmada, o programa usará o streaming e já tem mais de 1000 jogos licenciados — novos títulos estão sendo anunciados toda semana. No catálogo estão confirmados sucessos da Warner como o primeiro Mortal Kombat, jogos da 21st Century, além de outros feitos por produtores independentes de destaque.

Com os jogos rodando na nuvem em servidores dedicados, a expectativa é de que a latência fique baixa até com conexões mais simples, como 4G e WiFi não tão potentes. As primeiras plataformas confirmadas são dispositivos Android e Windows, dispensando o uso de emuladores. Com apenas o próprio aplicativo e programa do Antstream, será possível jogar com o teclado, gamepad, telas touchscreen e controles de Xbox One e 360.

Inicialmente o serviço será disponibilizado no Reino Unido e gradativamente aberto para o resto do mundo. Contará com leaderboards e desafios especiais com multiplayer em tempo real, sendo possível comparar recordes com amigos e pessoas de todo o mundo.

Possível tela inicial do Antstream.

Nomes de peso

As mentes por trás do projeto são experientes, como Ian Livingstone — escritor, produtor e diretor da Eidos Interactive. Também estão no barco Kazutoshi Miyake, que foi CEO da Sega na Europa; Jon Burton, que fundou a TT Games, conhecida pelos jogos da Lego, e Jon Mitchell experiente no ramo de streaming com o Spotify.

Para quem se interessou em saber mais: é possível se inscrever no mailing list da empresa, para receber novidades do desenvolvimento.

Artigo anteriorComo Sonic foi atropelado por Ayrton Senna e a McLaren – cinco vezes
Próximo artigoListas: games mais estranhos do mundo #2