Alex Kidd in Miracle World chega ao Nintendo Switch

Promessa da Sega Ages é que clássico da Sega seja lançado na quinta-feira.

1
170

Num passado distante, ele foi o príncipe da Sega. Com suas orelhas de abano e a mão mais pesada que Dave Grohl em Everlong, parecia o mascote natural da empresa. Isso antes da existência de Sonic...

Apesar de ter seu posto "roubado" pelo ouriço supersônico, Alex Kidd não perdeu outra honra: um dos personagens mais populares da Sega entre os anos 80 e 90. Lançado para o Master System em 1986, foi produzido por Kotaro Hayashida como uma espécie de resposta ao sucesso da então rival Nintendo com Mario. Ambos baixinhos, lutando em reinos distantes, quebrando blocos — mas numa loucura de design, Hayashida encasquetou com a mecânica do jakenpô, vulgo "pedra, papel e tesoura".

Se não a conhece, leia a história de Alex Kidd aqui. E confira também nosso retroreview de Alex Kidd in Miracle World. Confira também a entrevista com Kotaro Hayashida, mais conhecido como Ossale Kohta nos créditos.

Boa notícia para a galera que não pegou essa época, e também saudosistas. A divisão Sega Ages lança Alex Kidd in Miracle World para o Nintendo Switch. Bela chance de conhecer um representante de peso daquela fase.

Além das alterações necessárias, como adição de um fundo para corrigir a proporção de tela, há ingredientes novos. O game vem em versões Original e Ages. A primeira dispensa explicações. A segunda é o mesmo jogo, mas com o som FM, ouvido originalmente só  com o cartucho num Master System japonês. Para quem tinha o Master por aqui, vai soar estranho — e melhor.

Sem sofrência. A Sega não quer você batendo cabeça como no passado. É pra conhecer e curtir, bem tranquilo, e por isso, adicionou um recurso de rewind. A qualquer momento, será possível ativar o retrocesso de cinco segundos. Tremenda sacanagem, hein? Mas tem outra: uma "ajuda no sistema de continues", sem maiores detalhes.

Continues infinitos? (Lembrando que no game original, continues custavam dinheiro, e eram ativados por um código secreto).

Foram inseridas ainda novas artes na tela de passagem de fase. O mais interessante é que a trilha da moto Sukopako foi enriquecida pela inserção de um efeito especial de motor. O efeito foi produzido na época, mas ficou fora; assim, o jogo "toma a forma completa em que foi projetado", nota o site da Sega Ages.

Alex Kidd in Miracle World chega nessa quinta-feira (21), lá no Japão. O preço sugerido por lá é 925 ienes.

VIANintendo Life
FONTESega Ages
Artigo anteriorPrimeiro jogo de luta 3D da Sega não foi Virtua Fighter…
Próximo artigoGamers fazem campanha pela volta do Phantom System
Se não tiver conta no Memória BIT, será criada uma. Nada será publicado em seu perfil.
Se já tem conta no MBIT, faça login nela e vincule-a ao Facebook.

X
Todos os comentários passam por moderação antes de publicados. Se o seu for aprovado, vai aparecer em breve!

1 COMENTÁRIO

  1. joguei muito no Master System...bons tempos!!!! Cheguei a comprar a revista video game com dicas e mapa do jogo na época para tentar zerar!!!! Nunca tive um Master System, mas...um vizinho meu tinha o video game e foi lá onde jogava alguns clássicos da sega. Saudades dessa época!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui