Artista cria animação inspirada em luta épica de Daigo Umehara

Em 2004, a EVO deixou como legado um dos momentos mais lembrados da história dos eSports. O não menos lembrado Daigo Umehara fez isso. E mudou a história das competições pra sempre, pelo menos no aspecto midiático.

Para quem não pode ver, Umehara, jogando com Ken em Street Fighter III: 3rd Strike, usa o parry contra todos os movimentos do Hoyokusen de Chun-Li (estando com a energia no último pixel, o que deixa o lance ainda mais dramático). E na sequência liga um combo para virar uma luta dada como perdida.

A épica sequência não o ajudou a garantir o título – perdeu a final para o também japonês Kenji Obata – mas ajudou a criar a lenda em torno de seu nome. O artista Alain Vu resolveu prestar uma homenagem à clássica partida da "besta" contra o supercampeão americano Justin Wong com uma animação curtinha mas bacana, divulgada em seu Instagram.

Podia ter mais pernadas da Chun-Li e usar o mesmos trajes pra ficar mais igual. Mas lembra bastante, né?

Evo Moment #37

O lance aconteceu em 01/08/2004, na semifinal de Street Fighter III: 3rd Strike da renomada série de torneios Evo Championship. Umehara disputava com Wong uma vaga na final. Os jogadores eram conhecidos por estilos diferentes: Umehara mais agressivo e controlando a distância do oponente; Wong era mais defensivo, esperando o oponente se arriscar e abrir a defesa.

No round final, Chun-Li vinha desgastando Ken e estava perto da vitória. A 26 segundos do fim, Wong podia esperar um erro derradeiro do adversário que não tinha mais energia: qualquer golpe especial sobre a defesa o derrotaria. Mas Wong errou, optando por tentar acabar logo com a luta largando o Super Art de Chun-Li sobre um Ken sem qualquer possibilidade de defesa.

Ou melhor: sem defesa normal, o que não se aplica ao parry, de difícil sincronia mas capaz de anular o ataque. Com uma sincronia absurda (e leve em conta a tensão do momento, a importância da luta, etc), Daigo foi anulando todos os chutes e ainda finalizou a luta com um combo. A reação da torcida fez o momento ainda mais especial e desde então ele vem sendo reprisado e relembrado.

Na seleção de destaques do torneio, a vitória foi marcada como Evo Moment #37.

Em termos esportivos gerais, seria tão icônico quando o drible de corpo de Pelé em Mazurkiewicz em 1970 ou a fenomenal primeira volta de Senna no GP da Europa de 1993. O tipo de lance que entra para a história mais do que o resultado do jogo.

Daniel Lemes
Fundador do MB, quase mil artigos publicados em dez anos pesquisando e escrevendo sobre games. Ex-seguista, fã de Smashing Pumpkins e Yu Suzuki.

Deixe seu comentário

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui

Mais lidas