Nintendo consegue decisão permanente contra dono do site RomUniverse

A Nintendo é conhecida por sua cruzada contra o que já chamou de "maior perigo da indústria", ou seja, jogos piratas em formato ROM (se é que o termo pirata se aplica, mas não vem ao caso).

Entre os novos capítulos está a luta contra o site RomUniverse, fechado há alguns meses e depois reaberto e fechado de novo.

Indo mais longe, um tribunal da Califórnia determinou que o dono do RomUniverse, Matthew Storman, mantenha o RomUniverse permanentemente offline e destrua qualquer cópia ilegal de jogos da Nintendo que possua em formato ROM.

Mario como advogado
A ação implacável da Nintendo na justiça contra quem viola suas marcas já virou motivo de chacota e memes, mas eles seguem passando o trator com seus advogados.

Em maio, a Nintendo entrou com pedido de liminar para manter o site offline, inicialmente rejeitado.

Não dá pra punir antes do crime existir, tipo Minority Report. Como provar que o site seria reaberto com a mesma prática ilegal? Outros fechados por ação da Nintendo seguiram com fichas técnicas e informações, sem downloads – como o EmuParadise.

Mas Storman não garantiu que o site não seria refundado nem que interromperia a distribuição de ROMs. A Nintendo pediu reconsideração do tribunal no mês seguinte. O documento alegava que Storman é uma "ameaça de continuar operando o RomUniverse para distribuir ROMs de videogames com o mesmo site que usou por muitos anos para cometer infrações em massa contra marcas e direitos da Nintendo".

Dinheiro envolvido

Segundo relatos, Storman lucrava com o RomUniverse, o que em teoria agrava sua situação. Ele teria admitido em 2019 fazer entre US$ 2,5 e US$ 3 mil por mês com a venda de "contas premium ilimitadas". Já em setembro de 2020, disse em documento que ganhava US$ 800 mensais com a atividade.

O cálculo da Nintendo é que cada download vale o preço médio de seus lançamentos: de 20 e 60 dólares. Todo usuário que baixa uma ROM pirata necessariamente a compraria? O preço real de um jogo antigo é esse? Ignorando essas questões, o RomUniverse teria tirado dela entre 1 e 3 milhões de dólares.

A Nintendo os havia processado em 2019 por violação de direito autoral, vencendo em junho de 2021. Pediam 15 milhões, mas o dono foi condenado a pagar US$ 2,1 milhões.

romuniverse print site
Site RomUniverse operou por anos distribuindo jogos de várias empresas, inclusive da Nintendo que alega ter perdido entre 1 e 3 milhões de dólares com os downloads de ROMs.

Storman, morador de Los Angeles legalmente citado como desempregado, deveria pagar a soma em suaves prestações de cinquenta dólares por mês. Ele quitaria a dívida no ano 5521.

Claro que o objetivo não era tirar essa merreca dele, mas servir de exemplo e base para ações futuras.

Mas Storman não pagou sequer a primeira parcela. A Nintendo desconfiou que ele planejava reabrir o site, solicitando a agora obtida decisão. Storman tem até o dia 20/08 (leia-se esta sexta-feira) para certificar por escrito que completou a destruição das cópias ilegais, sob pena de perjúrio.

Daniel Lemes
Fundador do MB, quase mil artigos publicados em dez anos pesquisando e escrevendo sobre games. Ex-seguista, fã de Smashing Pumpkins e Yu Suzuki.

1 COMENTÁRIO

  1. Romuniverse acho que é dos mesmos caras do Romsmania.cc!!!! jogos de 8 e 16 bits não tenho nada contra...já que para muitos são considerados obsoletos!!!! O pior é que determinados consoles não tem como jogar determinados clássicos e assim o antigão recorre as roms!!!! valeu!!!!

Deixe seu comentário

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui

Mais recentes

Mais lidas