Microsoft e Sega farão parceria para criar ambiente de desenvolvimento “Super Game”

A Sega e a Microsoft vão trabalhar juntas. O anúncio, feito no site da Sega, diz que o propósito da parceria é criar um "ambiente de desenvolvimento de nova geração" batizado como Super Game.

A ideia da Sega é produzir jogos de larga escala, focados na nova geração e usando o serviço de nuvem da Microsoft, o Azure. Mas não se restringe a um contrato de servidor: é parceria mesmo. A aliança deve fazer parte da "estratégia principal" da Sega, que planeja títulos "inovadores" com foco total em rede.

Também segundo o anúncio, a iniciativa se baseia nas maiores possibilidades de consumo de games pela rede, graças a implementação mundial da tecnologia 5G – que mudará não só a internet em geral como a forma de consumo dos jogos.

"Esta aliança proposta representa a Sega olhando para o futuro e, trabalhando com a Microsoft para antecipar essas tendências à medida que se aceleram ainda mais no futuro", diz o comunicado. "O objetivo é otimizar processos de desenvolvimento e continuar trazendo experiências de alta qualidade para jogadores usando a tecnologia de nuvem Azure".

data center da microsoft azure
Data center da Microsoft: Sega de olho no Azure para criar novas experiências em games online.

Quais jogos farão parte da iniciativa "Super Game"? É cedo para dizer, mas especula-se que o primeiro pode ser uma nova franquia sci-fi de first-person shooter em que a Creative Assembly, subsidiária europeia da Sega, trabalha desde 2018 e para o qual continuam buscando profissionais.

Parceria antiga

A parceria ainda não foi fechada, mas proposta e aceita por ambas. As empresas farão cooperação mútua, com foco na evolução de áreas como estruturas de rede e ferramentas de comunicação "com serviços online como prioridade chave".

"Ao considerar uma parceria estratégica com a Microsoft, buscamos avançar nosso desenvolvimento de games de modo que nossos títulos possam ser apreciados por fãs no mundo todo", disse o presidente da Sega, Yukio Sugino, adicionando que a aliança "deve utilizar tanto as capacidades de desenvolvimento da Sega e a tecnologia e ambientes de desenvolvimento de ponta da Microsoft".

Já a gerente de comunicações da Microsoft, Sarah Bond, lembra no comunicado sobre o "papel icônico da Sega na indústria de games", e diz que a empresa "espera criar formas únicas de experimentar os jogos no futuro" e que juntos vão "reimaginar como os games são feitos, hospedados e operados".

Não será a primeira parceria entre as partes. No fim dos anos 1990, o Dreamcast, console final da Sega, surgiu com uma versão customizada do Windows CE, voltado a hardwares compactos diversos. Antes do lançamento do primeiro Xbox, chegou a ser especulada a compra da Sega pela Microsoft – algo que Bill Gates não considerava suficiente para conter o crescimento da Sony.

Além disso, vários jogos da Sega foram levados com exclusividade para o Xbox após o fim do Dreamcast, como Shenmue II e Jet Set Radio Future.

Daniel Lemes
Fundador do MB, quase mil artigos publicados em dez anos pesquisando e escrevendo sobre games. Ex-seguista, fã de Smashing Pumpkins e Yu Suzuki.

Deixe seu comentário

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui

Mais recentes

Mais lidas