MegaSD, o cartucho para rodar jogos de Sega CD sem ter o Sega CD

Nada de emulação: novo produto roda os games do acessório em qualquer Mega Drive exatamente como o hardware original. Envios começam em agosto.

4
281

A desenvolvedora Terraonion anunciou ontem o desenvolvimento (já pronto) do MegaSD. E o que vem a ser isso? Pra você que tem seu Everdrive e sonhava com algo parecido para Sega CD, é a realização. Leia também → Review: Everdrive China Edition.

O MegaSD é o primeiro cartucho FPGA para Mega Drive, capaz de rodar também jogos de Sega CD sem ter o próprio Sega CD. Basta plugar ele no Megão, colocar a ISO do jogo no cartão de memória, e sair jogando.

Qual a mágica? Circuitos integrados programáveis fazem o trabalho que seria do Sega CD. Não é emulação: ele executa o jogo como o acessório de verdade. É como enfiar o hardware do Sega CD dentro do cartucho.

Além de jogos do Sega CD, o MegaSD também permite rodar games de Mega Drive, Master System com som FM e — nesse caso, precisa do acessório — 32X. Ele funciona com todos os modelos oficiais do Mega, incluindo o Nomad e o Mega SG, retroconsole da Analogue.

megasd

O MegaSD tem pontos em comum mas também vantagens sobre a popular linha Everdrive:

  • Salvar partidas em qualquer momento, em oito slots de savestates que ficam num cartão microSD.
  • Suporta sdCards em exfat de até 400 GB.
  • Compatível com jogos de Master System que usam o som FM.
  • Interface para navegar entre os jogos e organizar sua coleção.
  • Recurso do cartucho de memória do Sega CD.

Mega Drive Plus

Há alguns anos, surgiu o uso do chip MSU-1, que criado por byuu (entre outras, desenvolvedor do emulador Higan), adiciona 4 GB de armazenamento ao Super Nintendo. Isso permite coisas como áudio com qualidade de CD e arquivos grandes como vídeos em ROMs modificadas ou homebrews.

O MegaSD tem proposta parecida, com o que eles chamam de jogos "Mega Drive Plus". Com ROMs modificadas, o jogo do Mega Drive pode usar o hardware de áudio do Sega CD embutido no cartucho. No vídeo de revelação do produto (a partir de 30:40), é demonstrada uma ROM modificada de Out Run do Mega, com a trilha sonora do Saturn!

Segundo a Terraonion, foi o projeto mais complicado já feito por eles, levando 2 anos e meio para ser completado. Mas o resultado é espetacular e logo estará por aí. A produção está a todo vapor e remessas começam em agosto.

Quer um, sim ou lógico? Então prepare o bolso: vai sair por nada menos que 232 euros (R$1002 na cotação de hoje).

Outros produtos

Além do Mega Drive, foram anunciados também o Super SD System 3 e o NeoSD Pro.

O primeiro é um flashcart para o PC Engine, mas através de emulação e não FPGA. Ele emula o acessório de CD-ROM e todos os upgrades gráficos (Core Grafx, Core Grafx 2 e Super Grafx), além de oferecer saída de vídeo RGB. Sai por 242 euros, ou R$1046 na cotação de hoje.

O segundo é o mais que desejado flashcart para Neo Geo. O NeoSD Pro tem 3840 megabits de memória flash, então pode armazenar até 4 dos maiores jogos do sistema ao mesmo tempo, para troca rápida entre eles. A memória pode ser reescrita com outros jogos, que ficam num cartão SD. Ele também reúne funções como troca de região, seleção de modo MVS/AES, jukebox e várias outras. Tem interface gráfica para escolha dos jogos e também roda os jogos do Neo Geo CD. Mas prepare-se para cair duro com o preço: 549 euros.

Para quem precisa de algo mais "barato", eles têm versões NeoSD AES e NeoSD MVS. Com memória flash de 768 megabit, o dispositivo suporta qualquer jogo já criado para Neo Geo, sejam originais ou homebrews (mas não Neo Geo CD). Infelizmente o preço ainda é salgado para nosso pobre bolso: 349 euros, ou R$1508 na cotação do dia.

Bom, qualidade tem preço...

VIALegado Del Pixel
FONTETerraonion
Artigo anteriorSete momentos mais perturbadores da série GTA
Próximo artigoSuper Mario em battle royale leva cease and desist da Nintendo
Se não tiver conta no Memória BIT, será criada uma. Nada será publicado em seu perfil.
Se já tem conta no MBIT, faça login nela e vincule-a ao Facebook.

X
Todos os comentários passam por moderação antes de publicados. Se o seu for aprovado, vai aparecer em breve!

4 COMENTÁRIOS

  1. Mas o problema (além do preço, claro, absurdo, sem chances...!) é: o Mega CD (Sega CD) não era somente um CD Drive para o MD. Além de (se não me engano) mais memoria principal (buffer), com certeza (aí não é engano, é certeza mesmo) tinha um outro processador extra Motorola 68000! O mesmo do modulo principal do Mega Drive (não sei se com os mesmos 8 Mhz ou umas versão turbninada com 10 ou 12 Mhz), q poderia ser usado (no mega CD) como co-processador para os graficos 3D. Então, o 68000 não é mais produzido há muito tempo, vão emular ele então (por um daqueles chips programaveis ASIC) ? Não sei não, a novidade é muito interessante, mas com esse preço, sem chances! Mais valeria um modchip (emulador de CD) para ser instalado dentro de um Mega/Sega CD (como existe para o Dreamcast, Gamecube - esse rarissimo por sinal) e ele ter modulo de RAM/modchip/barramento de cartão SD, para rodar jogos ali pelo SD, enganando o sistema, pensando que um jogos ISO no cartão SD é um jogo CD enfiando no leitor de CD do Mega/Sega CD do que pagar uma fortuna por um cartucho (sem precisar correr atrás de um Mega/Sega CD usado) desses! A esse preço sem chances! E sem falar que aqui chegando a 1.000, venderiam a 1.600-2.000. Ng faria issso, não tem nem ciusto beneficio.

    • Tinha outro 68k no Sega CD sim, mas como o FPGA é um circuito programável, ele faz todas as funções do hardware do Sega CD, substitui totalmente sem prejuízo nenhum, até onde entendo. O preço é problemático mesmo, mas considerando que com o tempo os Sega CD vão desaparecendo de circulação, ficando sem peças de manutenção, esse tipo de coisa é uma maravilha.

  2. Show de bola!!!! bons tempos do Poderoso Mega Drive e do Sega Mega CD!!!! Bons clássicos tinha e ainda tem!!!! valeu

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui