CleverPet, videogame para cachorro. Ou quase

Chega de ficar pendurado no videogame enquanto seu totó olha pra sua cara, dê pra ele um CleverPet.

0
82

Lembra do tempo em que você ficava sozinho em casa, grudado no videogame, e seu cachorro, sem ter o que fazer — já que você não tirava o traseiro gordo do sofá nem pra passear com o coitado — começava a gastar a energia destruindo tudo que via: cadeiras, chinelos, sapatos, entre outros "chicletes"? Aí sua mãe chegava, via aquele caos e o mundo desabava sobre sua cabeça.

Pois é, isso é coisa do passado. Que tal enquanto você curte seus tiroteios no BF ou se perde em algum MMORPG, deixar o totó jogando o videogame dele?

"Videogame pra cachorro"? É isso mesmo... Ou quase. A ideia é da CleverPet, que está financiado o brinquedo pelo Kickstarter; alcançou a meta facilmente, por sinal. Misto de comedouro com o velho Genius (ou Simon, como queira), ele libera recompensa conforme o bicho reage a estímulos que vão desde um simples toque em seus sensores, até acertar comandos luminosos ou sonoros.

Imaginei cães aprendendo combos dignos de Killer Instinct pra pegar uma porrada de comida de uma vez ("Ultraaaaaa"). Ou um arcade canino, várias máquinas com comidas variadas.

Deixando a viagem de lado...

Como funciona?

O CleverPet, como diz o nome, tem o intuito de, mais do que encher a pança do seu cachorro enquanto você fica de boa, deixá-lo mais "esperto" (não você, o cachorro). Pequenas almofadas sensíveis ao toque tem um tipo de retroiluminação, e quando ativadas, liberam uma porção de comida ou um biscoitinho.

Como você sabe, o treinamento canino é sempre baseado em recompensa, e assim que seu dog entender que "pisar" naquela coisas brilhante = recompensa, você estará atingindo o objetivo.

CleverPet
Detalhe para a elegância do cachorro desferindo um hadouken, ou melhor, tirando comida do prato hi-tech

Há vários níveis de dificuldade:

1º: Comida grátis - o cachorro recebe comida aleatoriamente, sem fazer nada. Assim, ele entenderá que a comida está ali.

2º: Toque em qualquer sensor - o cachorro recebe comida só tocando nos sensores, mesmo apagados. Mais um aprendizado.

3º: Toque neste sensor - a coisa complica, pois o cachorro terá que tocar só nos sensores iluminados.

4º: Toque na cor certa - todos os sensores alternam entre amarelo e azul, mas só liberam a comida se tocados quando estiverem azuis. Seu cachorro terá que aprender que a nova cor = recompensa.

5º: Toque na cor diferente - todos os sensores ficam azuis, menos um, que é o ativo. Além de aprender a diferenciar as cores, o cachorro terá que escolher um único sensor.

6º: Sequência de botões - há também a sequência de cores e botões para liberar a comida. É o mais próximo do Genius, para cães geniais [os burros vão passar fome].

7º: Comandos de voz - você pode gravar sua voz para ensinar o cachorro a apertar a cor certa. Por exemplo, grave o comando "toque no azul", e a comida só será liberada se ele ativar o sensor azul.

A dificuldade é ajustada em tempo real, conforme o progresso do animal, para que nunca seja muito fácil ou difícil o sucesso. O aparelho ainda tem conexão Wi-Fi, permitindo que você acompanhe os progressos em seu computador ou smartphone.

Mas você não precisa estar atento o tempo todo: continue sua jogatina tranquilo enquanto o amigão está ocupado com o prato hi-tech. Logo você nem verá seus movimentos. Mas torça pra ele não ficar assim, ou não haverá comida que baste.

Veja os detalhes do CleverPet no Kickstarter.

Artigo anteriorA história do Super Nintendo (Super Famicom)
Próximo artigoO Tio Sam tem seu manual para o apocalipse zumbi
Se não tiver conta no Memória BIT, será criada uma. Nada será publicado em seu perfil.
Se já tem conta no MBIT, faça login nela e vincule-a ao Facebook.

SEM COMENTÁRIOS

X
Todos os comentários passam por moderação antes de publicados. Se o seu for aprovado, vai aparecer em breve!

DEIXE UMA RESPOSTA