Cópia de Super Mario Bros. 3 é o cartucho mais caro da história

Tudo por uma impressão diferente na caixa

0
84

Não é estranho pensar que consoles e cartuchos da nossa infância hoje são itens de colecionador? E não só coleções simples "de jogo", não... Coisa nível museu, que fica lacrada num "caixão" de acrílico e só pode ser tocada em condições especiais (ou seja, nunca)?

Para piorar essa sensação: Super Mario Bros. 3. Teve um novinho em folha? Rasgou a caixa, enfiou a mão infantil engordurada nele? Deixou o cachorro mastigar o manual? Reparou se a mão de Mario estava por baixo do texto?

Se respondeu sim à todas as perguntas, pena que não guardou o seu. Uma cópia lacrada e rara de Super Mario Bros. 3, fabricada em 1990, tornou-se o cartucho mais caro da história. O leilão da Heritage Auctions começou com lances em US$62,500, mas logo foi subindo até o incrível preço final.

US$156 mil. Essa aqui:

super mario bros 3 raro leilao

Ainda em 2020, outra cópia lacrada de SMB 3 foi vendida por US$114 mil, mas essa era especialmente rara. Tudo pela impressão da palavra BROS na caixa, sobrepondo a luva de Mario. Na versão comum, a palavra é impressa logo acima do boné do personagem.

Apenas três estão em circulação e só esse em tal condição.

Loucura?

Não são jogos que ninguém conhece, tipo software perdido. Não é algo que será aberto revelando conteúdo inédito, como um game cancelado. É o mesmíssimo que você conhece e cansou ou não de jogar. É só pela impressão rara e por estar lacrado.

Claro que eu adoraria ter dinheiro sobrando pra outras coisas, não isso, mas 850 mil reais por um item que não tem serventia a não ser assisti-lo placidamente numa estante?

Gostemos ou não, é tendência e conforme o tempo passa, deve se acentuar.

super mario bros lacrado cem mil dolares leilao
Cópia lacrada de SMB: 30 mil dólares em 2017, mais de 100 mil em 2019. Onde isso vai parar, ninguém sabe.

Em 2019, uma cópia de Super Mario Bros. saiu em leilão por mais de cem mil dólares. Dois anos antes, uma parecida foi vendida por "apenas" US$30 mil. Anos atrás, uma cópia do raro Stadium Events, também do NES, foi arrematada por mais de US$35 mil.

Os famosos cartuchos dourados do NES, distribuídos em torneios nos Estados Unidos na década de 80, estariam circulando entre colecionadores por valores acima de US$100 mil. Sequer aparecem na "superfície", ou melhor, em sites de leilão. Só 26 são conhecidos.

Pra alguns é diversão (?), mas nem sempre. O colecionador americano Donald Brock Jr., por exemplo, compra jogos lacrados de NES e os certifica através de serviços especializados como o VGA e o Wata. E depois os deixa na estante?

Aham, vai nessa... Ele os revende por até dez vezes mais do que pagou.

Qual frase cabe aqui? "O mundo é dos espertos" ou "Mais vale um gosto que dinheiro no bolso?" Talvez ambas.

Deixe um comentário

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui