Morreu Ted Dabney, co-fundador da Atari

Morreu ontem, aos 81 anos, Ted Dabney, co-fundador da Atari ao lado de Nolan Bushnell. A notícia foi dada primeiro numa página do Facebook, e confirmada num tweet do ex-colega.

Dabney é um dos grandes nomes na história da indústria de games. Sua participação fundamental, contudo, ficou em segundo plano por muito tempo. No começo dos anos 70, ajudou a criar Computer Space, e mais tarde, o primeiro arcade de sucesso mundial, Pong. Ambos foram vitais para o nascimento da Atari e do negócio de modo geral.

Em 1972, Dabney e Bushnell alcançaram sucesso global com um negócio fundado em 250 dólares: a Syzygy, depois Atari. O engenheiro eletrônico deixou a empresa no ano seguinte, vendendo sua participação por 250 mil — Pong já era um fenômeno. Ele lembraria que a saída contou com um "empurrãozinho" de Bushnell:

"Há histórias que surgiram a respeito disso. Mas ali foi o fim pra mim, com a Atari. Porque bem, Nolan na verdade me disse que se eu não vendesse a ele, ele transferiria todos os ativos para outra empresa e me deixaria sem nada de qualquer forma."

Em Computer Space — inspirado pelo seminal Spacewar! —, Dabney produziu um circuito de relativo baixo custo usando componentes comuns em TVs. Bushnell desenhou a cabine e cuidou da distribuição. Depois, sob direção de Bushnell, Dabney criou com Al Alcorn o circuito de Pong. Também construiu o sistema de fichas da máquina original.

Bushnell registrou a patente do circuito de Pong sem incluir Dabney. Gradualmente colocou o outro de lado dentro da empresa, até a saída forçada.

Dabney (primeiro, à direita da máquina) é reconhecido pelo papel fundamental na fundação da Atari.

Apesar disso, continuaram amigos. No fim da década, voltariam a trabalhar juntos em jogos para o Chuck E. Cheese’s Pizza Time Theatre, negócio de Bushnell que unia restaurante e diversões eletrônicas. Segundo o jornalista Leonard Herman em "The Untold Atari Story", mais uma vez terminariam mal. O Chuck E. Cheese faliu e atolado em dívidas, Bushnell não pagou o que devia ao "amigo" por seus trabalhos. Dabney foi obrigado a fechar a Syzygy Game Company. Desde então, se afastaram.

"Tenho certeza que [Bushnell] não gostaria sequer de saber que eu um dia existi", disse Dabney a Herman, completando que ele "não me dava crédito mesmo quando eu ainda estava lá".

Produtivo, trabalhou para empresas como Raytheon, Fujitsu e Teledyne antes de comprar e manter uma mercearia e uma delicatesse com a esposa. Depois mudou-se para Washington, onde passou seus últimos anos. Diagnosticado com câncer de esôfago, optou por não fazer tratamento.

FonteKotaku
Daniel Lemes
Fundador do MB, quase mil artigos publicados em dez anos pesquisando e escrevendo sobre games. Ex-seguista, fã de Smashing Pumpkins e Yu Suzuki.

Deixe seu comentário

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui

Mais recentes

Mais lidas