EA desmente a inserção de anúncios in-game em consoles

Circulou nos últimos dias a notícia de que a EA e a Hi-Rez teriam fechado acordo com a plataforma de marketing PlayerWON. O objetivo seria a exibição de anúncios da TV em consoles.

Naturalmente despertou reações nos fãs, preocupados com a possibilidade de serem forçados a ver anúncios dentro de jogos que já não são exatamente baratos.

Mas a EA soltou um comunicado desmentindo a notícia. Segundo a empresa, não há qualquer acordo para algo semelhante. E nem planos.

"Após reportagens incorretas sugerindo que buscamos introduzir comerciais 'estilo TV' em nossos jogos, queremos esclarecer que anúncios in-game para console não são algo que estejamos em busca no momento", disse um representante da EA, "nem que tenhamos assinado qualquer acordo para a implementação. Criar a melhor experiência possível para o jogador continua sendo nosso foco prioritário".

Notícia original

Segundo a notícia do site Axios, EA e Hi-Rez teriam fechado acordo com a PlayerWon, que pertence ao grupo Simulmedia. A plataforma permitiria ao jogador determinar a duração de anúncios que aceitaria ver (entre 15 e 30 segundos). Com isso, teriam o desbloqueio de vantagens nos jogos.

apex legends banner
Apex Legends, free-to-play publicado pela EA. Os F2P seriam o foco inicial, em teoria.

A Hi-Rez teria feito um teste com seu f2p, o MOBA Smite. O público-alvo dos anúncios seria a faixa entre 18 e 34 anos, audiência difícil de ser alcançada por outras mídias.

Para receber benefícios, o jogador teria que ver o anúncio na íntegra. Segundo a Simulmedia, uma pesquisa levou à conclusão de que os jogadores estariam dispostos a ver até 10 vídeos por dia, desde que recompensados.

Ainda segundo a empresa, quase 90% dos jogadores de games free-to-play nunca gastam dinheiro. Os anúncios seriam uma forma de obter recurso com eles. Jogadores que viram anúncios e receberam recompensas foram propensos a gastar mais tarde.

Ano passado, a EA causou a fúria do público ao exibir anúncios durante replays em UFC 4. Com a massiva recepção negativa, precisaram voltar atrás depressa.

Daniel Lemes
Fundador do MB, quase mil artigos publicados em dez anos pesquisando e escrevendo sobre games. Ex-seguista, fã de Smashing Pumpkins e Yu Suzuki.

Deixe seu comentário

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui

Mais recentes

Mais lidas