Fifa Ultimate Team: introdução e como ganhar coins

Os leilões são o caminho para rechear seu caixa. Não torre seu suado dinheiro com packs, a não ser que curta uma loteria.

2080

Atualização 27/07/15: FIFA World foi descontinuado pela EA, mas as dicas do post servem para qualquer versão que tenha o modo Ultiimate Team.

Não, você não está no site errado. Como eu havia dito, o Memória BIT fala principalmente de games velhos, mas tem espaço para os atuais também. Basta o pessoal da nossa enorme equipe ativa de redação (eu, Tanaka, e... e...) querer!

E um dos atuais que têm me ocupado bastante é a versão "gratuita" do futebol da EA, o FIFA World, que depois de um tempo em beta fechado restrito a Brasil e Rússia, está em fase beta mundial.

Se você é veterano dos FIFA de PC e consoles, já sabe como funciona. Se não: é aquele game de futebol com o grande atrativo no modo Ultimate Team, em que montamos nosso time pra jogar contra amigos ou pessoas aleatórias, em disputas por divisão, torneios, etc.

A missão é complicada, já que tem gente do mundo todo e muitos pivetes viciados que vão te massacrar sem piedade conforme conseguir acessos a essas divisões mais altas. Pra você ter ideia, o máximo que consegui foi chegar à 6ª divisão (são 10), e levei 6 sovas em 9 jogos, caindo imediatamente de volta para o grupo 7 (atualizado: cheguei agora a um limite, e fico subindo e caindo entre a 4ª e 5ª divisões. Mas o jogo anda tão ruim de lag que perdi a vontade de jogar online). Talvez eu seja :pato:, mas tenho a desculpa de jogar com teclado e mouse. Nem quero imaginar a destruição na primeira divisão, até porque nunca vou chegar lá...

Bem, para conseguir acessos e vitórias você precisa de dinheiro, as coins do game. Com essas moedas compramos tudo, desde bolas como a Brazuca, Cafusa e modelos novos da Nike e Adidas, até estádios, uniformes e principalmente craques.

Fifa World beta tela título

Os jogadores são obtidos de duas formas: nos packs (tipo pacotes de figurinhas) e no mercado de jogadores. Mas não se iluda: pra ter os maiores craques do mundo, seu clube terá que ser rico como o Barcelona ou Manchester United.

Como funciona o FIFA World?

Sei que a maioria já conhece, mas sempre tem alguém novo, então resumindo: FIFA World é um F2P (Free to Play), basta fazer o registro no Origin, baixar o game que tem uns 2 GB e começar a jogar de graça.

Faça o registro no FIFA World aqui, você não perde nada e eu ganho uns jogadores pela indicação.

"Como assim, FIFA de graça? Mas a EA não vende o FIFA 14, 15, etc?"

Sim, é mais uma forma que a empresa criou para coletar uma grana extra. Os gráficos são inferiores ao FIFA "principal" mais recente, dá impressão de ter uns 2 ou 3 anos de atraso, mas não é horroroso como aqueles apps gratuitos que a EA andou soltando num passado recente. E afinal, é de graça, então vale uma diversão casual.

Ele tem dois tipos de moedas: uma verde, parecem cédulas, são os FIFA Points, e uma amarela, coins, que você ganha como recompensa por partidas disputadas, êxitos alcançados, etc. É aquele mesmo esquema do FIFA pago. O lucro da EA vem dos FIFA Points, só comprados com dinheiro real. Points só servem para comprar packs de jogadores e itens, já as moedas compram jogadores no mercado e itens como estádios, camisas, bolas, etc.

Os jogadores são representados por cartas, divididas por seu nível geral:

  • ouro para jogadores de nível a partir de 75
  • prata para os que vão de 74 até 65
  • bronze para 64 ou abaixo

Entre essas, há as caras raras, que são jogadores com algum atributo superior aos demais, os caras que têm algo de especial. Pode ser o goleiro mais alto da liga, ou o meia com a qualidade de passe mais elevada, etc. Elas são identificadas por uma coloração diferente, tipo metalizada (as três primeiras abaixo são raras).

fifa 15 world cards background

São lançadas também cartas especiais, melhores que a do mesmo jogador em sua versão regular. São as chamadas In Form (IF). As cartas pretas, por exemplo, indicam que o jogador fez parte de uma Seleção da Semana. As verdes, Jogador Internacional da Partida, são atletas que tiveram grande destaque num jogo internacional, e por aí vai.

Até o momento:

Team of the Week (TOTW): com detalhes em preto, formam a Seleção da Semana, lançada, claro, uma vez por semana. 

Team of the Year (TOTY):  cor inteiramente azul, é a Seleção do Ano. Lançada em janeiro, com a equipe eleita pelo FIFPro. Normalmente são as cartas mais raras e valiosas, porque os jogadores são muito melhores que suas versões regulares. Dificilmente um jogador do ano será revendido por menos de um milhão de coins.

Team of the Season (TOTS): no fim da temporada europeia, são lançadas as seleções de várias ligas, como a Bundesliga, Liga BBVA, etc, além de uma seleção de ligas do resto do mundo. As cartas são azuis com detalhes de fundo na cor original (ouro, prata ou bronze).

Man of the Match (MOTM): para jogadores que tiveram grande destaque num jogo importante, como uma final de copa nacional. Cor laranja. Ficam disponíveis em packs por apenas 24 horas, são bastante raras.

International Man of the Match (iMOTM): similar à anterior, mas para jogos de torneios e copas internacionais. Inteira em cor verde.

Team of the Tournament (TOTT): seleção do torneio, com os melhores de copas e campeonatos internacionais. Na mesma cor toda verde do iMOTM.

Embaixador: alguns jogadores participam de atividades de divulgação com a EA, e nesses casos ganham uma carta de Embaixador do FIFA. Cartas têm a cor lilás.

Cartas Especiais: usadas se a EA quer lançar uma carta IF que não se aplica aos modelos anteriores. Por exemplo, quando Klose conquistou a artilharia histórica das Copas, como homenageá-lo? Aí entram as especiais, que são identificadas pelas cores azul com detalhes em vermelho. 

Cartas Pessoais: jogadores reais também jogam FIFA, e nesse caso, a EA os presenteia com uma carta pessoal. Elas são intransferíveis, na cor azul turquesa. Se você jogar contra alguém online e o cara tiver um jogador de carta turquesa, pode acreditar que é o próprio ou alguém com a conta dele!

fifa world beta in form cards
Cartas especiais do FIFA World

Acima você vê:

Primeira fila: diferença entre Cristiano Ronaldo regular e suas versões Seleção da Temporada e Seleção do Ano, além do Klose especial pela artilharia das Copas e Turan FIFA Embaixador;
Segunda fila: cartas ouro, prata e bronze versão Seleção da Semana, Son Destaque da Partida e Rodríguez Destaque da Partida Internacional (da Copa do Mundo 14).

Packs de jogadores: fuja deles

Os packs são como pacotes de figurinhas: você compra e torce pra tirar a figurinha do jogador raro e caro, mas muito dificilmente consegue. Podem ser comprados com coins ou FIFA Points. A não ser que você esteja disposto a comprar FIFA Points, ou já tenha um super time, não compensa abrir packs. É loteria demais, quase nunca dão um craque valioso; é mais negócio ir melhorando o elenco através de negociações.

Vez por outra a EA lança pacotes especiais por tempo limitado, as chamadas Happy Hours. Alguns são só de jogadores, tipo 12 jogadores raros por 50 mil, mas também não compensam pelo alto preço. Você até pode arriscar uns quando a Seleção do Ano ou da temporada de alguma liga estiver circulando, mas é tipo a Mega-Sena da virada: sua chance é ridiculamente minúscula.

Só abro packs quando os contratos dos meus jogadores estão terminando, ou quando ganho algum através de torneios. Recomendo que você não gaste suas suadas moedas com eles.

Mercado de jogadores: a mina de ouro

É nas negociações de cartas que está seu tesouro. A compra e venda de jogadores, se bem feita, pode te transformar de durango em milionário em alguns dias, mas exige duas coisas: conhecer o valor dos jogadores e paciência.

Conhecer os jogadores: muitos cartas são colocadas à venda por valores abaixo do mercado, e se você conseguir comprá-las, pode revender por um preço mais alto. Siga ao mercado de jogadores e filtre a pesquisa: por exemplo, só cartas Ouro, com lance de leilão máximo em uns 700 coins. Com o leilão perto de acabar, se tiver sorte, vai comprar algum jogador caro por menos de 1000 coins.

Aí entra a necessidade de conhecer os jogadores, saber quais são valiosos ou não. Pode-se conseguir uma série de lucros pequenos com os não muito caros (comprando vários caras que valem 2000 cada por 800 coins, digamos), ou até um grande lucro. Jogadores recém-transferidos de clube costumam ter preço bem alto nos primeiros dias, caindo depois; se você souber explorar isso, vai faturar.

Recentemente saiu a carta do Kroos no Real Madrid, que é igualzinha a versão dele no Bayern. O pessoal que precisa montar elencos com bom entrosamento, só com jogadores da liga espanhola, saiu desesperado comprando os que apareceram, e consegui um por cerca de 40 mil. Coloquei na revenda por 65 mil, e ele se foi em menos de 2 horas.

Nos dias seguintes, o valor caiu um pouco, mas ainda assim comprei mais dois e tive mais uns 20 mil de lucro.

Fifa-World-Kroos-Real-Madrid
Comprado por 40k, vendido por 65k menos de 2 horas depois. Faça vários negócios assim e seu caixa vai aumentar rapidão.

Por que achei ele tão barato, logo no lançamento, período em que era mais caçado? Provavelmente o vendedor confundiu com o Kroos do clube anterior, que vale menos. Como diz o ditado, "o azar de uns é a sorte de outros". Esses caras atualizados em janelas de transferência costumam ter bom valor, fique atento nessas épocas.

Mas atenção, pois há também cartas de prata e bronze valiosas. Jobson, Romarinho e Mlapa são exemplos: se vir algum por poucas mil moedas, compre logo, pois têm alto valor de revenda. Com sorte, dá pra lucrar muito.

Se tiver bastante grana em caixa, pode fazer trading com cartas mais valiosas, como as InForm. É mais complicado porque só a coloração diferente já chama a atenção de quem a tem, e dificilmente são negociadas a preço de banana, mas observando variações no mercado, sabe-se quando dá pra tirar lucro de uma.

Lembre-se que o jogo cobra 10% de imposto em toda venda. Se comprou um cara por 10 mil, tem que vender no mínimo por 11 mil para ficar no zero.

Vendas curtas ou longas?

É fundamental ter paciência ao definir prazos para as vendas. As negociações podem ser fixadas em períodos que vão de 1 hora até 3 dias, e ter mais ou menos visibilidade depende da sua paciência e tempo disponível. Se quiser e puder entrar com frequência no jogo para reiniciar os períodos, o ideal é sempre marcar 1 hora.

Por quê? Isso eleva a visibilidade do seu anúncio. Quando fazemos a pesquisa por jogadores, são exibidos primeiro os que estão quase vencendo, e se você colocou os seus em prazos de 12 horas, estarão láááá no fim da lista.

Mercado-de-jogadores-FIFA-World
Ao pesquisar, vendas quase encerrando aparecem primeiro. Se você colocou 3 dias na sua venda, ela não terá muita visibilidade.

Mas os prazos maiores também têm vantagens: se marcar um preço mais ou menos baixo no leilão, e um tanto maior no preço a vista (Compre Agora), e alguém pesquisar e precisar daquela carta, vai comprar, porque não terá como esperar várias horas, nem vai querer competição do leilão.

Compre jogadores sempre

Como disse, esqueça os packs de cartas. Em vez de torrar 50k num pacote ouro especial, use esse dinheiro todo em jogadores no mercado e revenda por um preço mais alto, e em breve terá o dobro. Não acredita?

Num pacote de 50 mil, aquele das Happy Hours, você terá 12 jogadores raros. Das 12, normalmente uma é mais valiosa - se tiver sorte tipo lotérica, pode ser um Messi, Bale, Ronaldo ou Neymar. Se tiver sorte lotérica nível Mega-Sena e for o período certo, tira uma carta dessas em versão IF. Se não, será um Gundogan ou no máximo um Oscar.

Considerando que duas cartas sejam boas e o resto tranqueira, terá 10 cartas vagabundas, que juntas podem render uns 10 mil na revenda. Seu pack custou 50. As outras duas podem valer juntas uns 20 a 25 mil, com sorte.

Já se gastar esses 50k em jogadores no mercado, são várias possibilidades: pode logo de cara encontrar um jogador raro e desejado abaixo do preço em leilão e revendê-lo por muito mais. Se não tiver essa sorte (não deixa de ter um lado "loterístico" também), pode gastar tudo em jogadores intermediários de clubes como Real Madrid e Barcelona (Pepe, Mascherano, Pedro, etc); se cada um for comprado por 5k coins e revendidos por 7k, o que é perfeitamente possível, terá feito:

50k / 5k = 10 jogadores
10 jogadores * 7k = 70k
70k - 10% de imposto = 63k

Ou seja, transforma 50k em 63k, um lucro de 13k, sem loteria, só com trabalho e paciência.

Agora considere que vez ou outra vai conseguir lucros maiores - o leilão às vezes dá descontos absurdos - e em breve terá seu caixa estufado. Pode também pesquisar jogadores um pouco mais caros, como um James Rodríguez, Dani Alves, etc. O ideal é buscar jogadores desejados, para ter certeza que vai fazer a revenda rapidinho.

Ponto importante: não exagere nos preços da revenda, ou não vai vender nada! Procure no mercado por jogadores iguais ao seu (mesma carta, mesmo clube) para avaliar o preço médio, então fixe o seu por um pouco mais que isso; não seja ganancioso ou vai ficar com a carta muito tempo. O ideal é negociar rápido.

Tenha sempre jogadores para vender: quando não tiver muitos jogadores no inventário, aplique a tática de comprar vários baratos para revender, o importante é nunca deixar seu mercado vazio.

Participe de leilões

Os negociantes "profissionais" estão tentando catar tudo que encontram barato. Você será um deles, então precisa ser agressivo pra conseguir ótimos preços. Uma técnica que funciona, mas requer bastante dinheiro e paciência, é a de fazer muitos lances e ganhar poucos.

Como assim? Digamos que uma carta rara está valorizada, mas não é das mais famosas, como o jogador francês Griezmann. Ele está sendo vendido hoje, enquanto escrevo este post, por cerca de 7 mil coins, nos mais baratos, ou até 10 mil nos mais caros. É factível pensar que pode ser vendido sem muito sofrimento por uns 8 mil.

Aí você vai lá no mercado e filtra os Griezmann, só com valor de venda no leilão até X, onde X é a diferença pra sua margem de lucro. Pretende revender por 8 mil? Pode comprar em leilão por 3 ou 4 mil mantendo um bom lucro.

leilao de jogador fifa world

Vai encontrar lá uns cinco ou seis, dê lances em todos. Repita o processo com várias outras cartas valiosas mas não muito (senão haja caixa pra tanto lance), e NÃO CUBRA AS OFERTAS, esqueça e só verifique bem mais tarde, quando todos já tiverem terminado. Em várias dezenas de tentativas, é provável que você perca a maioria, mas ganhando alguns já terá lucro.

Conhecendo os jogadores mais procurados, você vai transformar os leilões em minas de ouro. Basta não ser ganancioso demais e abusar no preço de revenda, nem dar lances baixíssimos esperando ganhar, aí vai perder todos mesmo! O normal é conseguir uns 2k em cada revenda.

Métodos alternativos

Há outros meios de ganhar ainda mais, quase todos envolvendo leilões:

Cartel: digamos que certo jogador de bom nível está meio desvalorizado. Por exemplo, Mascherano, que é do Barcelona e portanto, muito procurado. Esses dias vi muita gente o vendendo por míseras 3 mil moedas. Ao mesmo tempo, a média estava em torno de 5k, com os mais caros indo a 6 ou 7.

Filtre abaixo de 3k, e compre todos. Coloque-os imediatamente para vender num preço suficiente para te dar lucro. De novo: não abuse pedindo o dobro do que pagou; se gastou 3k, peça 5 e está ótimo. Não fique pensando "ah, mas os outros estão vendendo por 7". Problema deles, faça seu preço para vender logo.

Se tiver muita grana, dá pra comprar praticamente todos os disponíveis, aí outros vendedores verão seu preço e automaticamente colocarão os deles na mesma faixa, ou até mais caro. Estará formado assim um belo cartel, mesmo que vocês não tenham combinado.

Essa técnica é um pouco arriscada, já que se outro negociante tiver várias cartas para lançar por preço mais baixo, você se lasca, mas costumo ganhar bastante coins fazendo assim. É só procurar um jogador popular e barato.

Atenção aos pequenos lucros: nem só de ouro se faz riqueza. Conheça os jogadores para saber que há raros de prata e bronze caros; algumas pessoas, sem saber, colocam tais cartas à venda por preços irrisórios, sem imaginar que valham tanto.

Uma dica é ficar atento aos velocistas: caras com Ritmo acima de 90, e de bronze ou prata, é quase certeza de preço alto.

Jogar para ganhar

O método mais "fácil" de ganhar coins é óbvio: jogando, afinal é pra isso que as cartas existem. Há várias formas de jogo single player, como os torneios e o desafio contra o time da semana, mas a EA até agora não deu a mesma atenção pra eles em relação às temporadas online: quem joga online tem mais êxitos e recompensas à disposição.

Seleção da Semana é uma disputa contra times montados com base em dados reais de campeonatos do mundo todo: quando um jogador tem ótima participação em sua liga, pode entrar para a equipe, e nesse caso, ganha uma carta preta melhorada. O time pode também ser um especial de alguma competição em andamento (no print abaixo, é a Seleção da Semana baseada durante a Copa do Mundo 14).

Você pode desafiar o "Team of the Week" em várias dificuldades, e quanto maior for, mais dinheiro recebe em troca. Tente golear para receber mais coins.

Fifa World selecao da semana

A recompensa também aumenta de acordo com o scout da partida: gols feitos, passes, posse de bola, faltas cometidas (desconto), etc. Tudo é considerado. O mesmo vale para as temporadas online: se estiver jogando contra um rival mais fraco, não tenha piedade, tente a goleada - a partir de 5 gols a premiação não muda mais.

E lembre: NUNCA saia do jogo antes do fim (quitar). Se fizer isso, além de ser um frangote fujão, ainda ficará sem a recompensa, que vem mesmo perdendo a partida. Aplicando as táticas certas, você verá que ganhar coins em FIFA World não é tão complicado.

Artigo anteriorNES30, controle do NES para PC e smartphones
Próximo artigoReview: Ghouls’n Ghosts (arcade)