Análise eFootball 2022 – veja o lado bom: pior do que está, não tem como ficar

Quando a Konami anunciou meses atrás que PES acabou e um novo jogo free-to-play ficaria no lugar, muito fã quase teve um troço. Todo mundo gosta de coisas grátis, mas ver o "fim" de um produto com o histórico dos games de futebol da empresa, naturalmente preocupa.

Depois de jogar aquele Fifa World anos atrás, que a EA tratou de descontinuar (provavelmente porque era bom e muita gente jogava), tinha reais esperanças de que o eFootball viria bem. Talvez não para confrontar a série rival, mas jamais pensei que seria o vexame que o resultado se mostra no lançamento.

Por que a Konami lançou o jogo neste estado? Com essas animações horripilantes, bugs, sistema de marcação errado? Não podiam lançar outro PES com uma garibada, tipo a EA faz quase todo ano, enquanto continuavam trabalhando no F2P?

efootball cristiano ronaldo
O apelido "Robozão" nunca fez tanto sentido, não?

Podiam, mas não fizeram. O jogo já está disponível e você não vai gostar.

Tem algo de bom?

Destruir o eFootball é o atual passatempo favorito de quase 80% dos revisores públicos na Steam. Não os culpo, mas não chega a ser aquilo que descrevem. Tem uns dizendo, no auge do ódio, que os gráficos são de PlayStation 2.

Definitivamente, não é o caso. Ignorando os modelos humanos, o game tem visuais até bonitos, com boas reproduções de – poucos – estádios e cenas de introdução bacanas. Não parecem os mais avançados que a atual geração é capaz, mas não fazem feio.

A interface também não é das mais bonitas, misturando blocos como em Fifa com caixas de múltipla escolha, quase sempre com cores sólidas de fundo. Funciona, mas não é tão interessante de ver.

Tudo isso pode ter relação com a experiência mais linear que a Konami espera ter entre todas as plataformas: PC, consoles e mobile. É um passo ousado.

efootball 2022 jogo de introducao 09 10 2021
Visual do jogo em si não é dos piores, apesar de mais simples que o principal rival no mercado. O problema mesmo são os modelos...

Reconheço que não vi tantos bugs quanto têm sido relatados. Com algumas horas de jogo, o máximo que presenciei foram glitches rápidos durante as substituições (a tela de jogo piscando rapidamente antes de entrar a animação da mudança). Comigo não aconteceram deformações de braços, cabeças e gente desaparecendo, como vi por aí. A tendência é que problemas diminuam conforme a Konami solta atualizações.

Até o jogo começar, tudo estaria no nível tolerável. Acabou de sair, é gratuito, está em expansão, etc. O problema é que, mesmo neste estágio, não dá pra ignorar os modelos humanos.

E em quase todo lugar que um humano aparece, ele não é uma visão muito agradável.

Fora de controle

A jogabilidade também deixa a desejar. eFootball tenta ser inclusivo, com marcação simplificada: mantenha o LT pressionado e o marcador aperta o jogador com a bola. Aí você decide se vai tentar um carrinho ou o desarme, por exemplo.

Seria legal se funcionasse, porque em geral, não dá certo. A sincronia para acertar o carrinho é muito curto e quase todos terminam em marcação de falta, mesmo quando você acerta só a bola. O desarme não é muito diferente. Verdade que a incidência de cartões vermelhos é muito menor do que em Fifa (um dos pontos que odeio na série, por sinal). Mas ainda assim, saem amarelos com muita facilidade.

efootball 2022 esquema do time 09_10_2021
Mudar o esquema não ajudou muito a melhorar o sistema defensivo. A zaga estúpida deixa rivais avançando área adentro com frequência.

Se o problema fosse só você, tudo bem. Mas seu time tem o péssimo hábito de ficar assistindo enquanto o rival avança com a bola. Várias vezes vi meus zagueiros dando uma corridinha de lado, indo para lugar algum enquanto o rival avançava livre área adentro.

Não importa em qual formação eu estivesse, sempre acontecia de um rival sair trotando rumo ao gol enquanto a defesa assistia abobalhada. Mas que raios, Konami?

Os sistemas de passe e lançamento não são ruins, mas os chutes a gol... Se gerações passadas de PES pecavam pela facilidade com que gols saíam, agora é comum perder gols quase literalmente debaixo do gol que seriam só empurrados pra rede. Uma coisa meio arcade ou loteria.

Já dribles são supostamente simplificados, com a base no gatilho e movimentos dos analógico. Mas é difícil fazer cortes e dribles eficientes sem que jogador dê uma inexplicável parada no movimento a seguir, dando tempo do adversário dar um bote – que tem grande chance de terminar em falta.

A gratuidade inclui apenas nove equipes, sendo três brasileiras: Corinthians, São Paulo e Flamengo. As outras são River Plate, Barcelona, Bayern de Munique, Juventus, Manchester United e Arsenal.

efootball 2022 corinthians vs river plate 09_10_2021
Apenas nove times estão no lançamento do eFootball 2022 - sendo quatro da América do Sul.

Pelo menos não tive dificuldade com o online, conseguindo conectar logo em algumas partidas que rolaram sem interrupções ou falhas.

Deformações

Não bastasse a marcação inefetiva e as animações pouco naturais, não dá pra ignorar aqueles rostos... Os jogadores mais importantes até são reconhecíveis – enquanto outros usam modelos padrão, mas em Fifa é assim também.

Só que há algo estranho com as animações faciais, especialmente com a boca aberta, que deforma os rostos. Você já deve ter visto por aí o resultado, mas note como rostos serenos são mais aceitáveis (e nada além disso).

efootball 2022 messi
Tem algo errado com os modelos dos jogadores, que causa um grande desconforto ao olhar para eles. Com a boca fechada ainda passa batido, mas ao usar expressões... Nossa.

Não que seja bom. A torcida também é horrível. Parece algo ruim de início de geração do PlayStation 3. Talvez um Fifa 15 com um novo pacote de texturas fizesse melhor. Ou num joguinho mobile, pra ser visto na tela pequena.

Longo caminho

Marcadores estúpidos, chutes inexplicavelmente fora e excesso de faltas: não resta muito de diversão. Se a Konami corrigir o mínimo da bagunça atual – o que duvido a curto prazo – o jogo ainda será aquém do necessário pra bater de frente com Fifa.

O visual não ajuda, parecendo ordinário demais para um herdeiro que não merece o renome da franquia PES. Não há forma de comparar com o outrora rival da EA, hoje com uma vantagem imensurável. Talvez devam repensar a estratégia.

efootball 2022 estadio 09 10 2021
Melhores cenas de eFootball são antes da bola rolar...

Não dá pra aceitar tal coisa em 2021. Nem em 2020, 2019...

"Outrora" porque no estado, o jogo da Konami não é rival pra ninguém. A não ser para o time deles, que precisa trabalhar muito. Parece cruel massacrar um produto "gratuito", mas se a empresa espera lucro com o formato adotado, precisa aparar e refinar muita coisa. Sendo um produto em evolução, talvez este texto e nota não façam sentido no futuro. E torço por isso, porque a gente precisa muito de uma opção ao Fifa.

Veja pelo lado positivo: como diria Tiririca, pior do está não fica. E você pode jogar de graça, só pegar lá na Steam e ser feliz... ou não.

eFootball 2022 foi avaliado na versão Windows, mas também está disponível para Android, iOS, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One e Xbox Series.
Daniel Lemes
Fundador do MB, quase mil artigos publicados em dez anos pesquisando e escrevendo sobre games. Ex-seguista, fã de Smashing Pumpkins e Yu Suzuki.

Deixe seu comentário

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui

Reviews

Recentes