Lendas dos Games: Mai Shiranui e Gen-An Shiranui são parentes?

A musa e o monstrengo, a bela e a fera. Veja como a SNK pode ter plantado uma história sensacional escondida dentro de suas séries e... acredite se quiser.

Desenvolver um game é difícil. São anos de estudo em programação ou design, mais um bom tempo debruçado sobre engines, pra enfim começar alguma coisa. Sem falar do trabalho em equipe: o sonho de moldar o jogo exatamente do seu jeito é quase impossível, a não ser que faça tudo sozinho, de forma independente.

Complicado, né? Mas imagine por um instante a vida de caras menos lembrados: roteiristas.

Eles precisam escrever histórias envolventes — o que normalmente implica ligar muitos pontos — sem fechar caminhos ou cair em inconsistências. Sempre há risco de tropeçar em nomes repetidos (vide o caos dos "Snakes" em Metal Gear), viagens no tempo ou universos paralelos, elementos de potencial zica numa trama longa.

A SNK tem, até o momento, um elenco de quase 700 personagens, entre protagonistas, coadjuvantes e referências. Se manter a coesão com tanta gente em jogos isolados é complicado, imagine depois da série The King of Fighters, que embolou tudo.

Mas a lenda de hoje é anterior a KOF. Em 1993, a SNK lançava o sucesso Samurai Shodown, que deu um sopro de criatividade nos jogos de luta. Entre os oito lutadores, um com o mesmo sobrenome de outra apresentada pouco antes: Shiranui.

Gen-An e Mai são parentes?

À primeira vista (segunda, terceira, quarta...), a semelhança fica nos sobrenomes. Mas examinando suas histórias, e principalmente interações com outros personagens, não parece uma teoria a ser totalmente descartada.

Antecedentes

A lenda começa com o lançamento de Fatal Fury 2, em 1992, para o Neo-Geo. Foi quando veio ao mundo Mai Shiranui (página oficial). Em pouco tempo estabelecida como símbolo da SNK, virou musa de uma geração de jogadores e inimiga de muitas feministas mundo afora.

Seu sobrenome não parecia ter importância. Mas no ano seguinte era lançado Samurai Shodown, com outro integrante do clã Shiranui.

"Oba, mais anatomias balançando? Mais sensualidade pixelada?", pensaram os manolos.

"Sim, taí seu novo sex symbol, olha o suíngue", responderia alguém lá na SNK:

Com o choque visual, a questão dos nomes foi dada como encerrada. Afinal, como uma ninja sensual teria parentesco com... isso aí?

Mas o final do monstrengo guardava uma surpresa estranha. Zoeira ou pista? Participação especial para fazer marketing cruzado das franquias da casa, ou evento canônico com implicações em todo o universo da SNK? O momento que é o pilar da lenda: uma mulher usando trajes iguais aos de Mai, tira a vida de Gen-An.

Para tentar desembrulhar esse rolo familiar, vamos fundo em cada personagem.

Gen-An

A biografia de Gen-An diz que ele é natural da Ilha Onigami (鬼哭島), no Japão (algo como "ilha do demônio"). Pertence ao clã Shiranui, do qual é o então considerado "mais forte". Seu perfil oficial em japonês conta que, quando surgiram as primeiras perturbações pela invocação de Amakusa, ele sentiu que era hora de buscar a glória como o maior dos seres malignos. Como? Matando gente que encontrava pelo caminho até derrotar o próprio Amakusa.

O perfil ainda conta algo tenebroso sobre o início do clã Shiranui:

不知火一族の歴史を遡ると魔界にまで通じている。何らかの影響で不知火の祖先にあたる者が人間界に落ち、交わり、現在に至ったのだろう。その有様を語り継ぐ物品も残されてはいないが、邪悪なDNAに刻み付けられた魔界の記憶が、天草四郎時貞の復活と共鳴し合うのだろう。

"Voltando no tempo na história do clã Shiranui, ela nos leva ao inferno. Os antepassados dos Shiranui, devido a alguma influência, vieram para o mundo humano e se reuniram, conseguindo chegar ao presente. Embora não existam itens dessa época, memórias infernais gravadas no DNA maligno ressoaram com a ressurreição de Amakusa Shirō Tokisada."

Traduções via Google e meu pseudo-poliglotismo.

Seus propósitos são nefastos. Quer trilhar o caminho do mal (魔道), como seus antepassados, e se tornar o maior dos demônios. A versão americana não toca muito no termo, preferindo piadinhas mais light, mas os diálogos originais citam algo assim várias vezes, como na primeira aparição de Amakusa.

ケケッ?
Hã?

クク、クククク‥‥‥。我こそは天草が怨霊。さぁ暗黒神がおよびだ
Aproxime-se*. Sou o espírito da vingança de Amakusa, agora um deus das trevas.

ヌシも魔道ケ?
Também está no caminho do mal?

そう、お前と同じ魔に生きるもの。憎しみ、ねたみ、怨むことこと我らがよろこび!さあ我に続け!
Sim, vivo sob o mesmo mal que você. Nos alegramos com o ódio, inveja e miséria. Agora venha comigo!

ケケッ!わらわせる。魔道の王はオレ様だケ
Haha! Que comédia. O rei dos malignos serei eu.

ククク‥‥‥ならば死をまっておれ
Haha... Então você vai morrer.

ヘンな奴だケ‥‥‥‥
Que cara estranho...

O Google traduz クク、クククク‥‥‥。como "mais perto, feioso.", já o Bing traduz como risadas.

Deduzimos que os Shiranui, até tal ponto da história e pelo menos no que toca à linha de Gen-An, vinham sendo malignos, muito malignos.

Mas ele não é tão malvado assim; é como se tivesse duas faces, boa e má (atenção nisso). Tem família, e até filhos. Azami, a esposa, é humana. O mesmo não se diz dos filhos mais velhos, que de acordo com ilustrações da SNK, carregam traços dos pais; só o mais novo, nascido após Samurai Shodown II, parece humano.

Nos eventos de Samurai Shodown, sua biografia descreve que ele guarda o crânio de "um de seus ancestrais demônios que segundo rumores, massacrou uma linha de heróis há muito tempo", mas na verdade, seria "apenas um crânio de pteranodontes".

"Linha de heróis"? Será que o rolo vai mais longe do que pensamos? Vamos deixar quieto por enquanto.

No fim de sua história, Gen-An derrota Amakusa. Azami vai encontrá-lo, mas ele a manda embora: uma mulher não pode estar ao lado de alguém como ele, na trilha do mal, pois isso o afastaria de seu caminho (ついてくるなといったはずだ、魔道に女は不要!).

Na sequência, ele é confrontado por uma mulher igual a Mai. O diálogo é curto:

女だからとてようしゃせぬぞ!
"Você não terá perdão por ser mulher!", diz Gen-An.

つべこべいわずにかかってらっしゃい!
"Cuidado com as besteiras que fala", ela responde.

Gen-An ataca, mas leva um contragolpe fatal, o Ryū Enbu (técnica que Mai domina). Antes de morrer, chama por Azami, mas é tarde. Surge a nota "1858. Ilha Oninaki, morre Gen-An".

"Mas nada disso é canônico, quem ganhou o torneio foi o Haohmaru. Gen-An jamais encontrou a ninja". Ele pode não ter batido Amakusa, mas em Samurai Shodown II, foi ressuscitado por um demônio depois de ser assassinado por uma ninja. A história do segundo capítulo conta isso.

Morte nas mãos de uma ninja após Samurai Shodown e...
...ressurreição de Gen-An antes de Samurai Shodown II.

"Mas 70 anos se passaram, Samurai 1 se passa em 1788, como visto no mapa entre as lutas. Gen-An é revivido para entrar no Samurai Shodown II em 1789".

Verdade, quebraria a teoria. Jamais teria havido o encontro com o antepassado de Mai. Só que fomos traídos pela tradução em inglês. Veja a mesma tela, do final de Gen-An, na versão japonesa. Está escrito:

不知火 幻庵
1789年 鬼哭島にて死亡-

Ou:

Shiranui Genan
— Ano 1789 Morreu na Ilha Onigami —

Porque os americanos mudaram, não tenho ideia. Gen-An enfrentou a ninja um ano depois de Samurai Shodown, o que bate exatamente com a linha do tempo da série (com datas aproximadas):

  • 1786 – Samurai Shodown V
  • 1788 (entre março e junho) – Samurai Shodown
  • 1788 (julho a setembro) – Samurai Shodown III
  • 1788 (outubro a dezembro) – Samurai Shodown IV
  • 1789 (março até junho) – Samurai Shodown II
  • 1789 (setembro) até 1790 (junho) – Samurai Shodown 64
  • 1790 – Samurai Shodown 64: Warriors Rage
  • 1791 – Samurai Shodown Sen
  • 1811 – Samurai Shodown: Warriors Rage

Por que ocorreu o confronto? Esse é o grande mistério que só o pessoal da SNK poderia responder. Por ela estar ali, o desafiando, parece óbvio que Gen-An na trilha do mal, e ela do bem. Teria que ser algo grande o bastante para um Shiranui matar outro Shiranui. Uma disputa de poder, diferenças de ideologia dentro do clã?

Mai

Mai é neta de Hanzo Shiranui, citado no enredo de Fatal Fury como mestre da arte ninja Shiranui-ryū. Ele treinou tanto a neta quanto o "namorado" dela, Andy Bogard. Mai é japonesa, embora nenhum jogo revele o local exato do nascimento.

Hanzo está morto, o que é confirmado nos diálogos como em KOF XIII, quando Takuma diz "Agora que Hanzo morreu, o destino do estilo Shiranui está nos ombros de vocês dois", se referindo a Mai e Andy. Hanzo é citado na timeline da SNK, quando por volta de 1970 (algum ponto entre 1966 e 1975), Jeff Bogard e Hanzo enfrentaram Wolfgang Krauser. A famosa cicatriz em forma de cruz na testa do vilão seria de um Power Wave de Jeff (pai de Andy e Terry que foi morto por Geese Howard).

Segundo a Wiki da SNK e a página oficial de KOF, Mai gosta de usar seu prendedor de cabelo, lembrança da avó. Seria a avó esposa de Hanzo, a mesma que mata Gen-An em 1858 (ou 1789)? Vejamos...

A primeira vez que Mai teve a idade revelada foi em Fatal Fury 2 (sua estreia), quando tinha 19 anos, e era nascida em 01/01/1974. Supondo que a ninja antiga tivesse a mesma idade de Mai ao derrotar Gen-An e mudar o rumo do clã, e tivesse um filho aos 40 anos, isso daria entre 1878 ou 1880 pela versão ocidental do game. Impossível para a mãe de alguém nascido em 1974.

Mais uma geração? Repetindo o processo, outro descendente nasceria por volta de 1920. Aí sim caberia uma avó de Mai — isso seguindo a furada data da versão americana.

Quer dizer: a ninja não seria menos que trisavó de Mai. Se levarmos os cálculos para 1789, são mais 70 anos, ou seja, entra mais uma geração na conta. Logo, na hipótese mais confiável, a assassina de Gen-An seria tetravó de Mai.

Segundo o enredo de NeoGeo Battle Coliseum, o estilo Shiranui tem ao menos 400 anos. Um diálogo de Fatal Fury 3 confirma isso, quando Chonsu diz a Mai "Uau, você deu mesmo um jeito no Yamazaki. Uma verdadeira sucessora da Casa de Shiranui! Contudo, seus insignificantes 400 anos de história chegam ao fim nesse momento".

Então, os "Shiranui de Mai" já andariam pelo mundo ao menos 200 anos antes de Gen-An. O que é mais aceitável num roteiro: que diferentes clãs, com o mesmo nome, no mesmo país, sejam completamente alheios entre si, ou... que sejam o mesmo clã?

Pena que o passado de Gen-An seja pouco explorado pela SNK e não permita rastrear o início dos "Shiranui dele". Mas dentro do mundinho dos personagens, os Shiranui coexistiram, na pior da hipóteses (supondo que fossem clãs diferentes, e que Gen-An tenha encerrado seu clã ao se aposentar em Samurai II).

A origem de Mai

O início dos Shiranui bate mais ou menos com a época em que viveu um paralelo de Mai na vida real. Moshizuki Chiyomi foi a única mulher ninja registrada na história.

Chiyomi, nobre que havia perdido o marido na guerra, passou a recolher — sob instrução do senhor feudal Takeda Shingen — mulheres desencaminhadas como prostitutas, desocupadas e órfãs. A desculpa era dar a elas uma chance como religiosas. Mas na verdade, eram treinadas como informantes, espiãs, sedutoras e até assassinas; basicamente, ninjas.

As ninjas, ou kunoichi, não tinham o papel típico do personagem da ficção. Raramente lutavam, pois eram focadas nas técnicas de infiltração e disfarce para invadir vilarejos, castelos e bases inimigas do clã Takeda. Atriz, prostituta, gueixa: o papel mudava conforme a necessidade. Treinadas para matar tanto quanto para serem gentis e encantadoras, a sedução era arma em missões de assassinato, aproximando-se com mais facilidade do alvo.

Elas com frequência escondiam armas em seus trajes, passando despercebidas. Por exemplo, o neko-te era a luva com "unhas de gato" envenenadas para arranhar a vítima. Os tessen, leques de aço dobráveis, podiam apunhalar (quando fechados) ou manter outra arma fora da visão da vítima — quem desconfiaria de uma bela moça com seu inocente leque? Gritar também era recurso para causar desconforto ao alvo e criar tumulto caso a kunoichi estivesse ferida ou ameaçada.

Essa foi a inspiração da personagem Mai: uma kunoichi que abusa da sedução para desorientar o inimigo, inspirada numa mistura de Fumie Hosokawa da cintura pra cima e Ai Iijima da cintura pra baixo (de nada!).

Mochizuki, a chave

Mas voltando ao ponto. A relação entre Shiranui antigos e modernos leva à Sokaku Mochizuki, que surge em Fatal Fury 3. Ele tem algumas das frases mais reveladoras sobre o assunto.

Sokaku é um monge guerreiro que pratica o Seiden Mudō Ryū Bujutsu, arte marcial criada depois que o líder deles foi derrotado pelo clã Shiranui. Não se sabe que líder foi esse ou quando ocorreu a batalha, mas treta era porque os Mochizuki viam o mal nos Shiranui.

"Então o último dos Shiranui é uma garota. Não sou tão azarado assim, afinal. Aêê!"

Não parece haver linha do tempo ou maiores referências sobre esse conflito. Mas é certo que para Sokaku, todos os Shiranui são farinha do mesmo saco. Ainda em FF 3, ele menospreza o fato do clã inimigo ter o último representante numa "menina". Em outra frase, trata Mai, de forma sumária, como parte dos Shiranui malignos:

"Por eras, os Mochizukis têm extinguido o mal. Agora é nossa hora de nos divertir!".

Mai devolve o ridicularizando na frase de vitória "Mochizuki, é? Meu avô se queixava sobre caras de vocês o tempo todo. Nem tão durões assim, hein?". Na versão Special, ela ainda diz que o "estilo Mochizuki não tem estilo".

Se Hanzo reclamava, a treta é antiga. Mas ao mesmo tempo em que detesta Mai, o monge não é tão mordaz com Andy (que também carrega a herança Shiranui). Em Real Bout Fatal Fury, a frase dele ao derrotar Mai mostra ranço com a questão hereditária: "Se seus ancestrais vissem seu desempenho, arrancariam os olhos!". Mas na versão Special, tenta alertar Andy sobre a meio-namorada. "Não se deixe enganar pelos Shiranui!", e também "Não me ameace com o nome Shiranui! Vou limpar meus dentes com aquela família".

Outro ponto importante é que os Shiranui têm um lado sombrio, como lembra o Andy sombrio (EX Andy) de RB Special — Mai brinca, dizendo ser "legal" saber que também tem uma versão sombria 😈.

"Shiranuis são feitos de luz e sombra".
"E você é minha sombra?!"
"Então eu também tenho uma?! Legal!"

Pistas

Está lendo e pensando "quanta bobagem, a SNK usa referências e cameos sem sentido o tempo todo"? Em KOF XIV, criaram um ninja brasileiro com sobrenome Hattori, que tem até golpes que lembram Hanzo de Samurai Shodown. "Será que é parente do Hanzo também?. Ou será do Hanzo Hattori de World Heroes?"

E como explicar a suposta parente de Mai falando com Haohmaru no fim de Samurai 1? Ela aparece num diálogo igual ao de Gen-An, mas a animação termina quando eles lançam seus golpes. O que teria acontecido, se sabemos que Haohmaru sobreviveu para lutar em SS 2? Por que, além de desafiar Gen-An, ela também ficou no caminho do rōnin?

Outro ponto questionável é o elo sanguíneo dentro dos clãs. É justo que alguém se pergunte: se Mai é Shiranui por dominar o ninjutsu Shiranui-ryū, talvez não seja necessariamente parente de Gen-An. Podem ser só "colegas" da mesma escola, dos Shiranui?

Na vida real, o ninjutsu era transmitido dentro das famílias, que com o tempo foram desaparecendo. Supostas linhas com escolas modernas como Bujinkan, To-Shin Do e Dux Ryu são questionadas, embora estas tenham o conhecimento deixado e modificado. Alguns ninjas verdadeiros, sem herdeiros ou por causa da modernização, preferiram levar o que sabiam para o túmulo. Outros criaram documentos como o Ninpiden, manual de 1665 escrito por Hattori Hanzō ou Hattori Kiyonobu, e o Fujibayashi Sabuji, compilação de 1676. Há tentativas de traçar a genealogia para encontrar os descendentes dos verdadeiros ninjas, mas a tarefa é complicada.

Na ficção, o estilo Shiranui vazou da família. Andy, séculos mais tarde, além do estilo Koppouken, também foi lecionado no estilo Shiranui por Hanzo Shiranui. Mas essa "contaminação" parece ter acontecido nos tempos de Fatal Fury — ou seja, quando Hanzo viu o potencial e aceitou treinar Andy, mandando a avançada Mai completar seu treinamento com o carateca Jubei Yamada.

"Ain, que viagem, a SNK lá vai pensar em vida real, é tudo ficção".

Até certo ponto eles vão sim atrás de referências reais. Nem preciso comentar as de Samurai Shodown (confira aqui, na página do jogo). Quer outra? 

O Shiranui-ryū existiu de verdade!

A técnica foi criada na década de 1860. O inventor — e único usuário — foi Kawakami Gensai, que não era ninja, mas samurai. Mais que isso: foi um dos assassinos mais eficientes e temidos do Período Bakumatsu, quando o Japão se abria para o Ocidente.

As principais características da escola Shiranui eram movimentos muito rápidos, e uma forma específica de desembainhar a espada, a Battojutsu Shiranui-ryū. Pequeno, leve e segundo alguns, até afeminado na aparência (era facilmente confundido com uma moça), Gensai manuseava a arma com destreza. Era tão veloz ao desembainhar e golpear, que conseguia praticar assassinatos durante o dia, mal sendo notado na confusão.

Várias mortes foram atribuídas a Gensai, mas — talvez pela rapidez dos atos — apenas um foi comprovado: o de Sakuma Shōzan, um dos primeiros políticos e estudiosos locais a aceitar e incentivar cultura e tecnologia estrangeiras.

Tinha atitudes frias, calculistas e era considerado o mais perigoso dos quatro hitokiri. Kawakami ficou famoso por matar Sakuma Shōzan cortando-o ao meio, em plena luz do dia, usando o seu estilo de battojutsu chamado "Shiranui-ryu" (literalmente, "estilo Shiranui", ou "estilo do fogo fátuo") e que consistia essencialmente em dobrar perpendicularmente a perna direita, esticando a esquerda até ficar paralela ao solo e, depois, sacar da espada. Daniel Constantini, fonte.

Hitokiri significa "cortador de homem". Mais claro, impossível.

Os quatro hitokiri eram samurais contrários ao xogunato, e depois contrários à modernização e abertura do país. Defendiam o imperador e o isolacionismo — daí Shōzan ter sido um dos alvos. O lema era literalmente "Reverência ao Imperador, Expulsão dos Bárbaros" — a Sonnō jōi. Não por acaso, Gensai havia estudado domínio da espada com o samurai Todoroki Buhei, um dos grandes advogados da filosofia.

Mas por que estou contando tudo isso?

Captou?

Mesmo sobrenome, mesmo sorriso. Bela foto de família.

Shiranui-ryū, cujo fundador foi um assassino frio e temido. Pra completar: Shiranui (不知火) é um fenômeno parecido com o fogo-fátuo, os gases de pântanos que entram em combustão ao contato com o oxigênio.

Coincidência que Gen-An e Mai tenham o mesmo sobrenome. Coincidência que tenham golpes com fogo. Coincidência que o Shiranui real esteja associado a assassinatos.

Quanta coincidência, não? 🤔

É verdade que partes da história são obscuras demais. Como Gen-An sumiu depois de Samurai Shodown II (voltou em Samurai VI, mas aquilo é tão bagunçado que o produtor o chama de "game festival"), essa parte da linha do tempo é nebulosa.

Mas resta muita coisa a se considerar pela veracidade da lenda:

  • Não há nenhuma negativa oficial da SNK sobre um laço entre Mai e Gen-An...
  • ...nem confirmação da descendência da kunoichi do passado.
  • A suposição de que a tetravó de Mai matou Gen-An para interromper o ciclo sangrento dos Shiranui cabe como uma luva na continuidade da trama.
  • Nessa linha, seria explicado como a genética bestial deu lugar a... bem, Mai.
  • A explicação do EX Andy sobre faces "dark" e "light" dos Shiranui bate com a personalidade de Gen-An.
  • As mais que significativas interações entre Sokaku e Mai — hostis, dando a ela o mesmo tratamento que o passado do clã mereceria.

Conclusão?

Pendente, por falta de provas. Quem sabe no futuro o assunto seja melhor explorado pela SNK com um retorno de Gen-An.

Outras fontes não citadas no texto: Dreamcancel, SNK Wikia Shiranuis, SNK Sokaku

Artigo anteriorTectoy relança o Atari 2600 remodelado
Próximo artigoReview: Arcus Odyssey (SNES)
Se não tiver conta no Memória BIT, será criada uma. Nada será publicado em seu perfil.
Se já tem conta no MBIT, faça login nela e vincule-a ao Facebook.

5 COMENTÁRIOS

X
Todos os comentários passam por moderação antes de publicados. Se o seu for aprovado, vai aparecer em breve!
  1. Parabéns, ótimo texto. Só tenho uma pequena correção: Mai apareceu pela primeira vez em FF2 e não em FF.

  2. Cara a cronologia de AOF e FF não é a mesma de KOF, a de AOF e FF pode ter ligação com a de SS mas com KOF não.

  3. Texto incrível, brother. Muito bom mesmo!
    Vou até ler sobre samurais por ai hehehe

    Teu site é demais, dá pau em muitos outros por aí
    Parabéns pelo trabalho!

    ps.: Ah, a autenticação pelo Facebook deu problema aqui, imagino que tu use WordPress eu uso no meu um plugin muito bom de comentários, o "Facebook Comments System" dá uma olhada se tiver interesse.

DEIXE UM COMENTÁRIO