Streets of Rage (Mega Drive)

Primeiro da trilogia beat'em up do Mega Drive, ficou marcado especialmente pela inovadora trilha sonora de Yuzo Koshiro.

5
514
────────── Publicidade ──────────

Streets of Rage (Bea Nakkuru: Ikari no Tekken, ou Bare Knuckle, no Japão) é um game do gênero beat ‘em up, produzido pelo Team Shinobi (divisão responsável por games como Skies of Arcadia, The Revenge of Shinobi, Sakura Wars e Phantasy Star) e lançado pela Sega em 1991 para o Mega Drive. É o primeiro do que se tornaria uma sequência completa por Streets of Rage 2 e Streets of Rage 3.

Foi um dos principais títulos do Mega Drive, entrando em compilações de clássicos da Sega tanto no 16-bit quanto em plataformas de gerações futuras. Sua principal marca é o som, com trilha sonora inspirada em dance music, que elevou o compositor Yuzo Koshiro ao status de “gênio” para grande parte da crítica e público.

Enredo

Durante a introdução, o enredo é apresentado em texto, mostrando ao fundo a cidade (não especificada) onde a ação do game se desenvolve:

Esta cidade já foi um lugar feliz, pacífico… até o dia em que uma poderosa organização criminosa secreta tomou conta de tudo. Este sindicato do mal logo passou a controlar o governo e até mesmo a polícia. A cidade tornou-se um centro de violência e crime, onde ninguém está seguro.

Em meio a essa turbulência, um grupo de determinados jovens policiais juraram limpar a cidade. Entre eles estão Adam Hunter, Axel Stone e Blaze Fielding. Eles vão arriscar tudo… até suas vidas… nas “Streets of Rage”!

Como a polícia está corrompida, o trio decide se afastar das atividades oficiais e partem para o combate por conta própria.

Jogabilidade

A base do combate é sem armas, usando os punhos, chutes e arremessos. Os três personagens selecionáveis fazem o conjunto clássico “um forte e lento, um rápido e frágil, um intermediário”. Adam é o mais forte, Axel é o intermediário, considerado um dos protagonistas da série, junto com Blaze, que tem melhores voadoras e saltos, mas é a mais frágil. A dupla Axel e Blaze forma o único conjunto controlável nos três games.

Inimigos aparecem vindos de ambos os lados, a pé, ocasionalmente usando armas como tacos, facas ou armas de fogo. Como em outros games do gênero, itens podem ser coletados, como as armas e também alimentos (carne e maçã) e dinheiro. São oito estágios, cada um representando um lugar da cidade, até chegar ao QG do sindicato do crime.

Stage 1 – City Street
Stage 2 – Inner City
Stage 3 – Beachfront
Stage 4 – Bridge
Stage 5 – Aboard Ship
Stage 6 – Factory
Stage 7 – Freight Elevator
Stage 8 – Syndicate Headquarters

Os controles são formados por um botão de ataque (socos e chutes), um de salto e um especial, que serve para chamar reforço: um policial não-identificado vem de carro, usando uma arma de grande poder para limpar a tela em situações de aperto.

Ao contrário de versões posteriores, os inimigos – com exceção de chefes de fase – não têm barra de energia. Os chefes se repetem nas fases avançadas e no último estágio, todos reaparecem, além do chefe final, Mr. X, o misterioso cabeça do sindicato.

Spoiler
Streets of Rage tem duas possibilidades de final. Uma é jogando no modo single player, quando enfrenta-se Mr. X no final; ao batê-lo, o sindicato é vencido. Há também o bad end, alcançável só jogando em dupla, quando Mr. X oferece aos jogadores a chance de entrar para o sindicato em vez de derrotá-lo.

Se um dos jogadores aceitar e outro não, eles se enfrentam e caso o que disse Sim vença, segue o final ruim. Se ambos disserem Sim, são mandados de volta à fase anterior.

Características

Trilha sonora

A trilha do compositor Yuzo Koshiro foi aclamada e considerada uma das melhores já feitas para games. Usando um já ultrapassado PC88 com software próprio, Koshiro foi influenciado por música eletrônica, dance e hip hop. Segundo o próprio, seu ideal era reproduzir os timbres e percussão de drum machines Roland.

As influências vieram de artistas como Black Box, Soul II Soul, Caron Wheeler, Enigma e Maxi Priest. Segundo Koshiro (nas notas lineares do CD com a trilha), a faixa de abertura foi particularmente inspirada pelo “ritmo dançante” que caracteriza breakbeats, especialmente as batidas de “Keep On Movin”, do Black Box, e “Sadeness Part I”, de Enigma.

Foi a primeira vez que estilos como R&B, rap e dance foram usados como base para game tracks, ao menos com sucesso. O CD com a trilha foi lançado no mercado japonês pela Alfa Records, em 21/09/1991, sendo hoje item de bastante valor para colecionadores.

Recepção e legado

Streets of Rage teve versões para Game Gear, Master System e Sega-CD. Em 2007, foi lançado para o Virtual Console (Wii) nos EUA e Europa, e em 2009 para o iOS via App Store. Foi ainda disponibilizado como parte da coletânea Sonic’s Ultimate Genesis Collection para os consoles XBox 360 e PlayStation 3. Em 2011, foi lançado para Steam na coleção Mega Drive Classics Pack 4.

Como um dos carros-chefe do Mega Drive, fez parte de coleções como Mega Games II (junto com Golden Axe e The Revenge of Shinobi), Sega Classics Arcade Collection (para Sega-CD, com Super Monaco GP e Columns), Sega Genesis 6-PAK, entre outras.

Sucesso desde o lançamento, SoR recebeu notas favoráveis na maioria das revistas da época e em sites de retrogames. A revista MegaTech deu nota 92%, destacando “excelentes sprites, cenários e músicas brilhantes. A revista Mega colocou Streets of Rage na sexta posição entre os Maiores Jogos do Mega Drive em Todos os Tempos.

Outras notas revistas e sites: Joypad 95 / 100, Computer and Video Games 93 / 100, Consoles Plus 91 / 100, The Video Game Critic – A-, 1UP! 91 / 100, Gamespot 6.7 / 10 (Wii), AllGame 7/10, Metacritic 84/100 (XBox 360).

5 COMENTÁRIOS

  1. Uma das mais belas tela de apresentação de games do poderoso Mega Drive!!!! Bons gráficos, boas músicas e boa jogabilidade...defeito...nenhum!!!!! Joguei muito nas locadoras de antigamente....A primeira vez que joguei foi em uma locadora de Brasília no mês de Páscoa...lembro que tinha um cara com a camisa do Ramones e a locadora era de um Japonês, ganhei até chocolate naquele dia, bons tempos!!!!