Biografia David Jones

David Jones criou games como Lemmings e Grand Theft Auto, e fundou companhias como DMA Design e Realtime Worlds.

0
197

David Scott Jones é um programador e empresário escocês, fundador de companhias como DMA Design (mais tarde Rockstar North) e Realtime Worlds. Jones criou games de renome como Lemmings (com Mike Dailly) e Grand Theft Auto, ambas iniciando séries de sucesso. Também criou a série Crackdown e o multiplayer online APB: All Points Bulletin.

Formado em 1989 (Ciência da Computação, na Universidade de Abertay Dundee), a carreira de Jones começou com o shoot 'em up Menace (Amiga, 1988). Mesmo independente, conseguiu vender 15 mil cópias, levando ao segundo jogo, Blood Money, no mesmo gênero.

No mesmo ano, fundou a DMA Design, lançando em 1990 o primeiro game Lemmings. O resultado foi espetacular, com aprovação da indústria e mais de 15 milhões de cópias vendidas. Aos 25 anos, Jones já era um dos mais reconhecidos game designers em atividade. Pouco depois, houve uma aproximação com a Nintendo, produzindo games para o SNES (Uniracers, 1993) e Nintendo 64 (Body Harvest e Space Station Silicon Valley).

Gary Timmons, Russell Kay e David Jones na DMA Design, por volta de 1990. Foto: Javalemmings.com

Ainda pela DMA Design, criou GTA, lançado em 1999. A DMA passou por uma série de aquisições. Primeiro, foi comprada pela Gremlin após o lançamento de GTA. Pouco depois, passou ao controle da Infogrames, que comprou a Gremlin. No fim de 1999, a Take-Two adquiriu a DMA com a Infogrames (sua subsidiária, Rockstar, já tinha os direitos sobre GTA). Jones estava insatisfeito com essas mudanças, e apesar do papel na criação da série, deixou a DMA antes do início da era 3D. "Não era mais a minha companhia", disse mais tarde.

Em 2002, Jones fundou a Realtime Worlds após comprar a escocesa Rage Games. O objetivo era produzir games com foco no mercado online. A companhia esteve em atividade até 2010, e desenvolveu só 3 títulos: Crackdown (Xbox 360), APB: All Points Bulletin (Xbox 360) e Project MyWorld (PC, não lançado).

Em 2011, Jones foi co-fundador da nWay, desenvolvedora visando os mercados mobile e social. No ano seguinte, começou a trabalhar em ChronoBlade, um action-RPG para o Facebook. O intuito era mudar o conceito de games sociais, geralmente simples — ChronoBlade seria voltado a jogadores mais exigentes que o público médio de redes sociais. "Tal como Super Mario fez para a Nintendo ou Halo para a Microsoft, acho que só falta um título chegar, algo como um marco para legiitmar a coisa toda", disse na ocasião.

In 2012, Jones foi co-fundador da Cloudgine, desenvolvedora focada em cloud computing. Crackdown 3 foi desenvolvido para tirar vantagem da nuvem na renderização e física.

Estilo

Em 1997, Jones declarou que seu gênero favorito é o de mundo aberto:

Odeio gameplay linear. Pra mim, o game definitivo pegaria física como a do mundo real, o modelaria com perfeição, num ambiente aberto, aí seria só brincar ali com as leis da física. Isto é o que games são. Adoro games que tem um final mais aberto; você pode tentar coisas, ir aonde quiser. Olhando para trás, em Lemmings, há muitas, muitas formas de resolver puzzles... Simplesmente odeio games onde tudo é A-B-C.

Como orador principal na World Cyber Games em 2004, disse que games multiplataforma seriam o próximo grande passo da indústria mainstream.

Em 2012, Jones revelou que muito da controvérsia envolvendo GTA foi planejada. O marketing ficou a cargo de Max Clifford, agente de publicidade conhecido pelas abordagens polêmicas. O plano incluía histórias plantadas e provocações visando certos políticos, que seriam ferramenta de "marketing grátis" ao questionar o conteúdo.

"Ele disse 'Vou lançar essa história nos ouvidos de um lord em algum lugar. Vou dizer que há um game desenvolvido na Escócia que é simplesmente repugnante — e assim, em três meses, você estará nas manchetes'", contou Jones se referindo à Clifford provocando a Câmara dos Lords do Reino Unido. "E fiquei tipo 'Ahã, tá...'. Mas tudo que ele disse virou realidade".

Apesar de participar só dos dois primeiros da série GTA, Jones gostou do rumo tomado sob administração da Rockstar. "Acho que foi ótimo. GTA III, e especialmente Vice City, pra mim são o ápice da série. Eles mantiveram muito do lado não-sério do game, o que pessoalmente sinto como o melhor tratamento para ela".

Quem editou este artigo: Daniel Lemes
Se não tiver conta no Memória BIT, será criada uma. Nada será publicado em seu perfil.
Se já tem conta no MBIT, faça login nela e vincule-a ao Facebook.

SEM COMENTÁRIOS

X
Todos os comentários passam por moderação antes de publicados. Se o seu for aprovado, vai aparecer em breve!

DEIXE UMA RESPOSTA