Grand Theft Auto (PC)

Primeiro game da franquia hoje sob comando da Rockstar, GTA é um sandbox com visão superior e 8 personagens principais.
Atualização: Daniel Lemes
0
80

Grand Theft Auto é um game de mundo aberto desenvolvido pela DMA Design e publicado pela BMG Interactive. Foi lançado na Europa e América do Norte em outubro de 1997 para MS-DOS e Windows, e em dezembro de 1997 na Europa e junho de 1998 na América do Norte para o PlayStation.

Foi o primeiro do que se tornaria uma série, que até sua quinta edição, já tinha vendido mais de 130 milhões de cópias. O jogo inaugural mostra um grupo de três criminosos em versões fictícias de cidades dos Estados Unidos, cometendo crimes como assaltos a banco, assassinatos e outros em nome de seus respectivos sindicatos.

Enredo

Grand Theft Auto se passa em 1997, em três cenários principais, modeladas a partir de locações reais: Liberty City (baseada em Nova York), Vice City (baseada em Miami) e San Andreas (baseada em regiões da Califórnia e Nevada). As cidades sofrem com taxas altíssimas de crime e corrupção, com constantes guerras entre sindicatos do crime, atos aleatórios de violência e gangues de rua, além de roubos e assassinatos, cercados por uma polícia corrupta e violenta.

gtai-tela-titulo

Em Liberty City, o jogador começa trabalhando para a gangue de Robert "Bubby" Seragliano, em missões diversas como o roubo de taxis e o assassinato de um oficial da polícia com uma bomba, além de diferenças com a gangue rival, dos Sonetti. Após uma série de crimes, ele é forçado a fugir para San Andreas, onde começa a trabalhar para a gangue de Uncle Fu e depois o bandido El Burro. Em Vice City, os contatos são com o ex-policial Samuel Deever (afastado por múltiplas violações como suspeita de canibalismo, ofensa sexual e roubo de drogas apreendidas), e Brother Marcus, líder da Brotherhood of Jah Army of Love, gangue que controla o tráfico de drogas na cidade.

Jogabilidade

gta-personagensGrand Theft Auto é composto por seis níveis, divididos entre as três principais cidades. A cada nível, o jogador completa objetivos para alcançar um número determinado de pontos, o que é tipicamente obtido através de tarefas para os grupos criminosos locais. Cada nível é iniciado com uma chamada telefônica e tem seu conjunto de tarefas. Ao completar as missões com sucesso, o jogador recebe os pontos, abrindo oportunidade para missões mais difíceis com recompensas maiores. Falhas dão menos pontos e podem ocasionalmente fechar caminhos para tarefas maiores.

Completar missões também aumenta o multiplicador do jogador, que aumenta os pontos recebidos. Quando o jogador alcança o total de um milhão de dólares, a próxima cidade é desbloqueada.

Há oito personagens jogáveis, sendo 4 homens e 4 mulheres:

  • Troy: negro de agasalho, lembra membros da gangue Southside Hoods de GTA III.
  • Bubba: sujeito obeso, de bigode e faixa na cabeça, com um cigarro no canto da boca.
  • Kivlov: provavelmente do leste europeu, visual sombrio que lembra Trevor, de GTA V.
  • Ulrika: mais uma de perfil sombrio, a loira pode ser a mesma Ulrika Afrique citada em GTA 2 como namorada de Uno Carb, da Zaibatsu Corp. (não há confirmação).
  • Katie: morena com sorriso de psicopata, usa cabelos divididos tipo maria chiquinha. Provavelmente latina.
  • Divine: foi a única protagonista negra na série até GTA V, com a introdução de Franklin Clinton.
  • Mikki: de cabelos longos e roupa vermelha, é uma das únicas protagonistas asiáticas na série até GTA V (junto com Huang Lee, de Chinatown Wars).
  • Travis: quase calvo e usando roupas verdes, tem manchas negras ao redor dos olhos.

Curiosamente, a versão PlayStation eliminou as personagens femininas. A escolha do personagem não afeta nada na jogabilidade, já que todos vestirão o mesmo traje amarelo, mudando só a calça e cores de cabelo e tom de pele. O jogador pode nomear sue personagem, e com o nome certo, ativar cheats.

gtai-inicioO jogador é livre para fazer o que quiser, mas tem limites de vida. Ganha-se pontos ao causar destruição e mortes, roubar e vender carros, etc. Para obter mais dinheiro, o jogador pode optar por completar missões que aumentam seu multiplicador, ou praticar ações criminosas. Por exemplo: usar um carro da polícia para atropelar pedestres duplica o número de pontos recebidos. Se for preso, o multiplicador é reduzido pela metade.

Ao contrário de partes seguintes da série, o jogador pode ser morto, ou "wasted", com um único tiro se não tiver proteção corporal. A morte causa a perda do equipamento usado, e se morrer muitas vezes, será preciso reiniciar o nível. Mesmo durante missões, há certo nível de liberdade. O jogador pode escolher a rota a tomar, mas o destino é fixo. A versão PC permite multiplayer online usando o protocolo IPX.

Desenvolvimento

O desenvolvimento de Grand Theft Auto começou em 04/04/1995 na DMA Design de Edinburgo, Escócia, pouco depois do término de Lemmings 3. O estúdio queria usar um engine recém desenvolvido, que era capaz de simular uma cidade "pela visão de um pássaro". Dave Jones, fundador da DMA, explicou que a visão superior permitia imaginar facilmente cenas de perseguição polícia-bandido:

O movimento em paralaxe dos prédios davam um grande sentido de velocidade e altura, especialmente quando a câmera estava conectada a um carro e avançava tão rapidamente quanto o jogador ia. Pra mim, isso abria a possibilidade de um ótimo game em visão superior simulando a visão de uma perseguição de helicóptero, e talvez criar uma cidade viva para jogar. Esse foi o design que combinamos com a BMG.

O plano previa um período de 18 meses de desenvolvimento, mas pela complexidade de situações possíveis dentro do jogo, levou cerca de 30 meses. Durante o prazo houve diversas alterações, incluindo no título: originalmente, o game se chamaria Race'n'Chase, com desenvolvimento programado para MS-DOS, Windows 95, PlayStation, Sega Saturn e Nintendo 64. As versões para Saturn e Nintendo 64 jamais foram lançadas.

Um documento foi divulgado da fase de design, com data de 22/03/1995, de autoria de K.R. Hamilton, versão 1.05. Ele mostrava semelhança com o game finalizado, falando também sobre a semelhança de GTA com Miami Vice, jogo de 1986 para o Commodore 64. Ele descrevia a meta do game como "produzir um game divertido, viciante e rápido de corridas multiplayer com batidas, usando um método gráfico inovador". Estavam nos planos quatro modos de jogo:

  • Cannonball Run: uma corrida pela cidade
  • Demolition Derby: causar o maior dano possível aos carros de outros jogadores.
  • Bank Robbery (Robber): dirigir um carro em fuga da polícia, cometendo a maior quantidade de crimes
  • Bank Robbery (Cop): controlando a polícia, atrás de um carro fugitivo.

Estes modos eram todos baseados no modo multiplayer, jogado através de um PC, ou com duas pessoas nas versões para consoles.

Gary Penn, diretor de criação da DMA na época, citou Elite (1984) como maior influência. "Estive trabalhando em Frontier, que é muito diferente e onde há bastante gente no time que tem muito de coisas como Syndicate, Mercenray e Elite em mente também. Aquela combinação definitivamente levou ao plano da estrutura mais aberta de agora. O game é basicamente Elite numa cidade [...] O game era polícia e ladrão e daí evoluiu bem rápido — ninguém quer ser o policial, é mais divertido ser mau. E daí aquilo evoluiu para Grand Theft Auto".

Lançamento e recepção

gtai-carrosO lançamento foi atrasado em quase um ano pela agenda original. Desde o início houve controvérsia por causa do conteúdo, o que foi planejado pela publicadora. Segundo Jones, Max Clifford, contratado pela BMG para o plano de marketing, plantava histórias e provocações na mídia e políticos específicos — aqueles que podiam fazer "propaganda grátis" motivada por ultraje. "Max Clifford fez tudo acontecer. Ele visou todo o clamor, o que garantiu que a mídia se envolvesse... Ele faria de tudo para manter a atenção. Ele nos disse como seria seu jogo, quem seriam seus alvos, o que aquelas pessoas iriam dizer. E cada palavra que ele disse virou verdade".

Ao mesmo tempo, acrescentou que o design do jogo não foi feito pensando no marketing apelativo, ele foi uma consequência e não causa de existir de GTA. "Sabíamos porque cada decisão era tomada, e nunca, jamais fomos influenciados por "vamos fazer tal coisa para criar um pouco de controvérsia. Sempre fizemos tudo pela perspectiva do que seria mais divertido. Isso só foi nos levando naturalmente para um lado mais sombrio".

A fama "negativa" funcionou, e o game vendeu bem. As notas de reviews não foram tão altas, mas penderam para o positivo, incluindo 68/100 da GameRankings (versão PC), 6.5/10 da GameSpot, 6/10 da IGN e 6.2/10 da Nintendo Power.

Houve várias capas, sendo a mais conhecida a que mostra um carro do Departamento de Polícia de Nova York, um Plymouth Gran Fury 1980, correndo na intersecção da Fifth Avenue com a 56th, com a Trump Tower ao fundo. Entre outras, uma das capas mostra um Buick GSX amarelo.

Legado

Grand Theft Auto abriu o que se tornaria uma sequência bilionária de jogos, elevada em especial com o terceiro, que iniciou a chamada "era 3D" da série. Pouco após o lançamento, a DMA foi comprada pela publicadora britânica Gremlin Interactive, algo que Jones notou como "muito positivo" na época. Ele continuou na companhia, lançando expansões e desenvolvendo a sequência, antes de sair em 1999, quando a Gremlin foi comprada pela publicadora francesa Infogrames — como consequência, a DMA foi vendida para a Take-Two Interactive, subsidiária da Rockstar Games. Por fim, a DMA Design virou Rockstar North quando Grand Theft Auto III foi lançado.

A versão para Saturn foi cancelada (provavelmente por causa do rápido declínio do console da Sega), mas a do PlayStation foi lançada, com grande sucesso especialmente no Reino Unido. Logo após, a equipe começou a trabalhar em Grand Theft Auto 64, port para o Nintendo 64 que segundo rumores, teria melhoria gráfica e novas missões. Mas este também foi cancelado sem ter sequer uma imagem divulgada.

As três cidades de Grand Theft Auto foram revisitadas individualmente em games posteriores: Liberty City foi a cidade única de Grand Theft Auto III e Grand Theft Auto IV, Vice City foi palco de Grand Theft Auto: Vice City, e San Andreas de Grand Theft Auto: San Andreas e Grand Theft Auto V.

Editaram este artigo: Daniel Lemes
Se não tiver conta no Memória BIT, será criada uma. Nada será publicado em seu perfil.
Se já tem conta no MBIT, faça login nela e vincule-a ao Facebook.

SEM COMENTÁRIOS

X
Todos os comentários passam por moderação antes de publicados. Se o seu for aprovado, vai aparecer em breve!

DEIXE UM COMENTÁRIO