Asterix and the Great Rescue (Master System)

0
55
IMPORTANTE
Este artigo foi marcado para revisão / expansão.

Asterix and the Great Rescue é um jogo do gênero plataforma, desenvolvido pela Core Design e lançado para o Master System em 1994. Foi lançado antes, em 1992, para o Game Gear. Não deve ser confundido com Asterix, da Sega, lançado em 1991.

Enredo

Segundo o cartucho brasileiro:

O ano é 50 a.C. e a Gália está ocupada pelos romanos, com exceção de uma aldeia que se mantém graças ao poder de uma poção mágica. Mas, os romanos não dão moleza, e sequestraram o druída Panoramix e o cão Ideiaflx. Quem poderia resolver este caso?

Dois grandes amigos, ou melhor, um grande e um pequeno: Asterix e Obelix! Por causa de suas estaturas diferenciadas, nossos heróis têm habilidades próprias, diferentes. A escolha é sua. Lute contra legiões de soldados romanos em uma aldeia gaulesa, numa galera romana em alto mai e, finalmente, em Roma!

Para conseguir pontos, encontre sacos de dinheiro, moedas e muitos outros objetos. Você deverá passar por cinco fases e chegar até Roma, libertando Ideiafix e Panoramix das garras de César!

Desenvolvimento

O jogo foi lançado para Master System apenas na Europa e no Brasil. Nos Estados Unidos, Asterix foi lançado para o Game Gear. Foi lançado em Portugal em 1996 — dois anos depois de outros países da Europa.

Jogabilidade

Asterix é um jogo de plataforma tradicional. O jogador começa como Asterix, mas pode alternar entre Asterix e Obelix pressionando ⬆️ + 1. Asterix pode se mover enquanto agacha segurando ↙️ ou ↘️ . O botão 1 aciona o salto, e o 2, socos. Se uma bolsa de armas fosse obtida, o botão 1 dispara a arma, e somente o personagem que encontrou a arma pode usá-la.

Há cinco fases divididas em subníveis, cada um com um tema específico, como Gaul, Forest ou Roma. O jogador começa como Asterix, mas pressionando 1, se transforma em Obelix. Obelix é grande, corpulento e tem pouco alcance de ataque, enquanto Asterix pode rastejar, pular mais alto e seu soco tem alcance mais longo. Não há ataque ao pular ou esquivar-se.

Recepção

A revista Sega Pro (britânica) avaliou o jogo na época do lançamento, dando nota 74/100 e o considerando com "bons gráficos, e alguns dos maiores sprites do Master System", mas também "muito previsível". A Mean Machines apresentou uma revisão positiva, com o jogo descrito como "particularmente divertido" e "viciante". Os gráficos foram elogiados, incluindo a semelhança dos personagens com as versões dos quadrinhos.

Créditos

  • Martin Gibbins - código
  • Richard Morton - gráficos e design
  • Nathan McCree - música e sfx
  • Sean Dunlevy - código adicional
  • Adrian Mannion - gráficos adicionais
  • Ken Lockley - produção
  • Jason Cumberbatch - game tester
  • Darren Lloyd - game tester
  • Ola Sanusi - game tester
  • Stefano Cresci - game tester
  • Sean James - game tester
FONTESMSPower - Sega Pro
Quem editou este artigo: Daniel Lemes